inspiration2

True Blood - 4x01 - She's Not There

E está dada a largada. Mais uma temporada da série que consegue combinar fadas, vampiros, lobisomens, metamorfos, deuses e bruxos (esque...


E está dada a largada. Mais uma temporada da série que consegue combinar fadas, vampiros, lobisomens, metamorfos, deuses e bruxos (esqueci de alguém?) da forma mais impossível possível.

Começamos com “She’s not there” depois de Sookie ser levada pela sua fada-madrinha, Claudine, para a “Fairy Land”. Como é de praxe, em poucos minutos Sookie já arranja confusão, nada além daquilo que todo mundo espera dela. Depois de perceber que as pessoas que estavam lá foram raptadas e perderam a noção do tempo por causa da “Lumière”, a fruta que tem gosto de “pura felicidade”, ela tenta fugir com o avô que também fora raptado.

Arma-se AQUELA confusão e logo nossa meiga garçonete está de volta ao mundo dos humanos. Mas penso cá comigo que, provavelmente, a fada-rainha Mab não gostou da escapada de Sookie e não tem a intenção de deixar por isso mesmo.

Quando Sookie retorna, vemos que os minutos na Fairy Land correspondem a 12 meses e meio por aqui. Ótimo recurso da série. Se você não percebeu, as três primeiras temporadas equivalem a aproximadamente 2 meses da vida dos personagens. A 1ª temporada representa cerca de 1 mês, a 2ª cerca de 2 semanas e a 3ª cerca de 2 semanas também. O namoro de Sookie e Bill, por exemplo, durou por volta de 6 semanas até que ele a pediu em casamento e foi sequestrado na 3ª temporada. Esse salto de 1 ano serviu para mostrar uma evolução que, no decorrer de uma temporada, seria impossível. 

A duas maiores evoluções são certamente a de Bill e Tara. Quando Bill ordenou que Eric fosse embora da casa de Sookie eu pensei comigo: “que autoridade é essa? E por que Eric obedeceu?”. No quesito autoridade, Eric era o xerife da área 5, que envolvia Louisiana. Logo, Bill devia obediência a ele, não o contrário. Mas no fim do episódio vemos a razão de Eric ter obedecido: King Bill is the NEW BOSS IN TOWN!

Tara agora é Toni. Uma LLLL - Lésbica Lutadora de Luta Livre. Antes da première da 4ª temporada saiu o spoiler de que um personagem se revelaria homossexual. Bom, pra quem foi estuprada e mantida em cativeiro por um macho, esse até não é um caminho muito improvável. Mas como se a mudança de nome e “estilo de vida” não bastasse, parece que a moça tem toda uma nova identidade, que por sinal, até a namorada acredita ser verdadeira.

Enquanto isso, seu ex, Sam-Metamorfo, se corrói de raiva do irmão e desabafa com sua turma de animais-humanos. No meu humilde ponto de vista, Sam é um personagem meio desinteressante e sem presença. Pra que cargas d’água eu quero saber de suas mágoas? Contudo, os amigos que ele arrumou parecem ser até legais (juro que estou sendo sincera). E estou torcendo pra que os quatro tenham um enredo significante nesta temporada.

A tentativa da AVL (American Vampire League ou Liga de Vampiros Americana) de conquistar os humanos com “um sorriso por vez” no mundo “pós Russel Edginton” nos traz ao início de True Blood. Naquela época os vampiros estavam saindo dos caixões em consequência do sangue artificial inventado pelos japoneses ser o “novo alimento” que livrava o pescoço dos humanos. Neste contexto, a AVL já atuava tentando “acalmar” o povo pra que aceitassem os vampiros na sociedade.

Entre umas e outras tentativas frustradas, eis que surge Russel Edgington na TV arrancando o coração do jornalista ao vivo. E pra alegrar um pouco mais a festa, ele avisa as famílias americanas que além dele ser a verdadeira face dos vampiros, ele vai beber o sangue dos pais e das criancinhas... A partir daí, vemos Eric num “doce discurso” e Bill se fazendo de agradável perante a cidade. Como estamos falando de True Blood, a gente sabe queaquilo que está bem agora, no futuro bem não ficará.

Seguindo essa premissa, Jason poderia ter engolido e digerido as palavras “Ter você (Sookie) de volta foi a coisa mais feliz da minha vida”, porque não é que pouco tempo depois ele foi trancafiado dentro de um freezer? É como Stephen Moyer disse em entrevista: “Quando um personagem está feliz em True Blood, Alan Ball (criador da série) cava um buraco para ele entrar”.

Seguindo essa premissa [2], Lafayette é outro que não consegue se manter longe de problemas. Após tudo o que ele passou nas 3 temporadas, ele se aconchegou num romântico e longo relacionamento. Mas antes seu namorado fosse só um ser humano, não, é um bruxo! E descobriu que Lafayette é bruxo também! Aí pronto. Leva Lafayette pra lá, leva Lafayette pra cá. Tudo o que for possível pra fazer Lafayette usar o dom que tem, não importa se a única coisa que ele quer é paz na vida!

Outra que quer paz também, (mas onde ela passa a paz sai correndo), é Sookie. E pra sossegar a moça toma um banho relaxante e vai procurar uma roupa relaxante. Tudo isso só para realizar a fantasias de Eric que observa ATENTO a cena que acontece. Eu não sei exatamente o porquê, mas quando Jason falou pra irmã que quem comprou a casa foi uma “imobiliária com um monte de iniciais no nome” logo imaginei que Eric era o comprador. Daí o vampiro “crazy tall” aparece e diz que ele foi o ÚNICO que não desistiu dela... minha suspeita se confirmou. Então você pode imaginar que quando ele tira a chave do bolso e “informa” Sookie que, não só é o dono da casa, como também dela, eu dei um salto de felicidade!

Já passou da hora da garçonete-fada deixar Bill para trás e dizer: “Yes, Eric, I AM YOURS!”. Todo mundo lembra bem da 3ª temporada, né? Enquanto Bill manipulou os sentimentos de Sookie a mando da rainha Sophie-Anne, Eric se apaixonou pela loira por conta própria. E ao contrário de King Bill, ele engoliu sua paixonite e conservou o disfarce na frente de Russel Edgington para manter a fadinha a salvo. Get over Bill, Sookie!

Comparando esta première com as outras três eu diria que ela se superou ao mostrar dois pontos-altos importantes na vida dos personagens principais ao invés de inserir mais seres sobrenaturais-horripilantes-bizarros. Estes pontos-altos seriam: (1) King Bill com sua fortaleza rodeada de guardas e (2) Eric comprando a cada da Sookie. Ainda na comparação, vemos que ela não foi tão "fantástica" quanto as demais, mas foi suficiente ao se ater a mostrar onde Bon Temps chegou depois de 1 ano (especialmente, Eric e Bill).

Para quem acha que a estréia da 4ª temporada deixou a desejar, lembre-se de que a “Intensidade True Blood” aumenta de nível a cada episódio. Tanto é que, quando chega na Season Finale, seus olhos quase grudam na tela. Então acalme-se e aguarde, porque como sempre, True Blood promete!


P.S.1: Onde está Alcide?

P.S.2: Jessica, manda ver, garota!

P.S.3: Queremos Alcideeee!

P.S.4: Observem a richa Vampiros X Políticos. Parece que a briga vai ser boa.
Reações: 

Relacionados

True Blood 4ª Temporada 2429308179476748983

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item