inspiration2

Breaking Bad - 3ª Temporada

Breaking Bad é, sem dúvida, uma das melhores séries da atualidade. Além de merecer o título de ‘cult’ ela também se destaca pelo le...


Breaking Bad é, sem dúvida, uma das melhores séries da atualidade. Além de merecer o título de ‘cult’ ela também se destaca pelo lento desenvolvimento não ser um fator de repulsão, mas sim de atração. A série envolve não só pelo conteúdo, mas também pelo ritmo e desenvolvimento da trama.

Seu roteiro é concatenado, harmônico. Nada fica de fora, nada deixa de fazer sentido ou fica sem explicação. Quem assiste sempre fica fazendo mil teorias, mas nunca sabe o que de fato virá a acontecer.

Existe um consenso de que Bryan Cranston é responsável por ‘50%’ da qualidade da série. Não é bem assim. Quem assiste sabe que a atuação do ator é ótima, mais é só ele que tem o espaço que precisa para mostrar o quão excelente é sua atuação. Não é exatamente porque ele é o protagonista, muitas outras séries também desenvolvem seus personagens secundários com sucesso. Acontece que Breaking Bad é sobre Walter, do ponto de vista do Walter e com as resoluções do Walter.

Quando ele não faz idéia do que acontece ao seu redor (ou numa comum expressão em inglês, “when he is a day late and a dólar short”), é como se ele ficasse impotente, traído. Isso é intencional. Todas as coisas acabam colaborando para Walter deixar de ser “Mr. Chips” e se tornar “Scarface”. A cada episódio, a cada cena ele perde ‘um pedaço de sua alma’, mesmo quando ele não está presente. Na 1ª temporada o telespectador pergunta “Há um lado mau neste homem?”. Mas quando chega na 3ª tudo já é diferente: “Há um lado bom neste homem?”.


A 1ª temporada de Breaking Bad se responsabilizou por apresentar os personagens e suas situações. Foi nela que Walter White descobriu que tinha câncer no pulmão e “acordou para a vida”. Foi nela que ele se une a Jesse Pinkman para produzir metanfetamina e acaba fazendo a melhor droga já vista. Foi nela também que surgiu Heisenberg, o misterioso Heisenberg. A 2ª temporada, por sua vez, foi circular, planejada. A cena que abriu o primeiro episódio foi a que fechou o último. Na segunda temporada foi a primeira vez que Walt colocou sua família em verdadeiro perigo e também a que ele começou a desenvolver seu ‘lado violento’. Foi aqui que finalmente Skyler abriu os olhos e colocou um fim no casamento de mentiras. Jesse, por sua vez, teve sua primeira ‘queda’, mostrando que no fundo ele sempre foi ingênuo e carente de amor.

A 3ª temporada foi uma reação à 2ª. Nada aqui foi planejado. Tudo foi repentino e brusco. A morte dos primos, por exemplo, causou espanto quando aconteceu. No episódio 3x01 "No Mas", eles surgem e aterrorizam. Aparentemente, eles se tornam os principais jogadores da temporada. Aí no 3x07 "One Minute" eles são desclassificados. Faltam ainda 6 episódios para o último. Então Breaking Bad surpreende - e acerta.

O 3º ano da série é o ápice da ruptura, da evolução dos personagens e de seus relacionamentos. As principais evoluções são certamente a de Walter e a da parceria Walter-Jesse.

O professor Walter White deixou de ser um homem sem opinião para ser um homem simplesmente mau. É verdade que ele entrou no mundo das drogas para prover sua família mesmo depois que morresse. A descoberta do câncer fez com que ele visse o buraco em que deixaria sua esposa e filhos quando não estivesse mais presente. A cura do câncer fez com que ele se visse fora dessa família, como um indivíduo de valor, que possui um talento ‘inestimável’. Mais do que isso, ele agora se vê como um “homem homem”, aquele que tem e dá a última palavra. Porém, mesmo com essa mudança, mesmo fazendo coisas reprováveis, ele ainda não é capaz de desistir de sua família e fugir. No final ele acaba que precisa da presença dela, como se fosse um combustível que alimenta o novo homem.

Jesse também tem sua reviravolta na 3ª temporada. Desde o início da parceria com Walter ele era humilhado pelo abismo intelectual que havia entre os dois. Só que essa parceria está muito próxima de um relacionamento paternal. Muitas vezes Walt foi atrás do Jesse e o socorreu. E muitas vezes em que Jesse precisava de ajuda, ele recorria a Walt. Dessa forma, quando o parceiro o menosprezava, Jesse não sentia que era apenas um mal entendido nos negócios. Era sempre algo mais. E no 3x07 "One Minute" ele finalmente diz “Eu estou desistindo de você. Eu não quero nada de você!”. E prossegue: “Desde que eu te conheci eu nunca estive tão sozinho”.

É claro que Walt se importa com Jesse. Ele provavelmente o ama como filho. Essa parceria, mesmo entre tantos desvios, tem sua base na lealdade, na confiança. É tão verdadeiro que ambos os lados colocam a moralidade de lado para protegerem um ao outro. Mesmo Jesse, que pode ser considerado o ‘centro moral’ desta dupla, acaba condenando a si mesmo a fim de salvar a vida de Walt.

Jesse introduziu seu antigo professor no mundo das drogas. Walt introduziu Jesse no mundo do assassinato. Ainda assim o jovem traficante mantinha uma ‘margem’ de sanidade, de consciência. Ele era disposto a olhar para dentro e se reconhecer como ‘o cara mau’. Já Walt continuava a mentir e a iludir a si mesmo dizendo ser um cara bom, e não um assassino. Contudo, quando começar a 4ª temporada e as consequências da 3ª baterem a porta, esta não será mais a realidade.

Gus também é responsável pelas tragédias da temporada - talvez um dos principais causadores. Essa responsabilidade vai desde quando ele viu Walt pela primeira vez e o considerou incompetente até o momento em que ele o usou no seu plano de destruir o Cartel, e certamente irá mais longe. Gus é meticuloso e inteligente, mas não é perfeito. E é aí que entra as jogadas de Walt. De uma forma ou de outra, Walt acaba conseguindo uma brecha nos planos de Gus e por aí ele encontra uma saída para si e para seu protegido.

Hank deixou de ser um policial que se gabava o tempo todo e passou a ter ataques de pânico. Entre traumas e atitudes irracionais, passando pela obsessão de encontrar Heisenberg, ele deixou de ser o ajudador e se tornou o ajudado. Justamente pelo homem que ele procura, mas que nem imagina ser seu próprio cunhado. Da posição de caçador ele mudou para a posição de bonificado pelo dinheiro da droga de Heisenberg. Guinada de 180 graus.

Skyler tomou atitudes. Tomou o controle da própria vida. Não mais a esposa desinformada, mas a mulher que impõe seus desejos. No final da 2ª temporada ela finalmente sai da sombra para na 3ª começar a agir exatamente como o marido que antes julgara. A proposta dela de entrar no esquema da lavagem de dinheiro, e mais do que isso, sua decisão de não assinar o divórcio para não comprometer sua família, a coloca no mesmo patamar que Walter. Fazendo ‘coisas reprováveis’ por aquilo que considera um bem maior. Sem dúvida, outra guinada de 180 graus.

Quem assiste Breaking Bad tem que estar disposto a investir não só seu tempo, mas também suas emoções, seu intelecto e seu senso de moralidade e julgamento. Aqui, todos os personagens passam por dilemas e se tornam pessoas completamente diferentes. Isso é o que faz esta série brilhantemente autêntica. É aqui que assistimos um homem simples se tornar um viciado pelo prazer da ilegalidade. Seja por decisões próprias, seja por fatores fora do seu alcance. É aqui que vemos dois estranhos se tornarem pai e filho e chegarem ao ponto de matarem um pelo outro. Tudo isso muito bem desenvolvido, vivido no seu devido tempo.

A 4ª temporada estreia no dia 17 de julho. Veremos a partir daí como os personagens lidarão com as consequências do que fizeram anteriormente, seja por escolha própria ou obrigação. Nada mais será simples ou cotidiano. Tudo começou com uma possibilidade de morte, e agora todas as possibilidades serão de morte. Não tem jeito, isso é Breaking Bad.



Observações:

Leia aqui a entrevista com Vince Gilligan, criador da série.

Entrevista com Bryan Cranston, ator que interpreta Walter.
Reações: 

Relacionados

Review 8831277866154554198

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item