inspiration2

O que Achei de: Charlie’s Angels (ABC)

Então saiu o remake da famosa série de Farrah Fawcett, produzida por Drew Barrymore. Isso deveria ser bom, certo? É. Deveria.


Então saiu o remake da famosa série de Farrah Fawcett, produzida por Drew Barrymore. Isso deveria ser bom, certo? É. Deveria.

Nem sei exatamente por onde começar. Uma série dessas podia ser cômica, sem propósito, mas mega estúpida? Não precisava tanto.

Drew Barrymore, na hora de escolher o elenco, devia estar BEM chapada. Porque aquele povo ali não só nunca entrou numa escola de teatro como provavelmente nunca viu uma câmera na vida. Os diretores, que devem ser estagiários na verdade, nem tiveram o trabalho de falar para os atores tentarem pelo menos disfarçar e não olharem para a câmera.

A história, por outro lado, teve “boa” intenção. Mas aquele roteiro… pelo amor de Deus. Os roteiristas ficaram com dó das Angels (que fizeram questão de repetir o que são várias e várias vezes) e facilitaram tudo pra elas. Que importa se elas estão encarando o homem mais mal do mundo, o parente humano do diabo, o homem que não tem coração?

O passado de Pajaro (Carlos Bernard), Eve French (Minka Kelly) e Gloria Morales (Nadine Velazquez) transbordava de tanto clichê. Mas isso nem é ponto aqui, porque CA é toda sobre clichês mesmo. Só que foi estranha (pra não usar um palavrão bem grotesto) demais a facilidade que as Angels tiveram para chegar até ele. Foi mais fácil que tirar pirulito da boca de menino. E sequestrar o bem mais precioso dele, então? Foi patético de tão simples.

A “boa” intenção da história já foi por água abaixo na hora do velório particular das moças. Meu Deus, o que foi aquilo? Lágrimas de crocodilo desciam dos olhos delas, mas as expressões faciais nada tinham a ver com a suposta situação: tristeza. Que pena para a Angel que foi desta para a melhor, Gloria, que devia estar olhando lá de cima para aquelas amigas falsas que não sabem nem chorar de mentirinha.

Mas sabem decorar frases! Quando os atores – que não possuem absolutamente química nenhuma entre si – falavam você teve aquela sensação de estar ouvindo um recital de alunos de 5ª série? Bosley (Ramon Rodriguez) nem merece muito comentário porque cada segundo dele no episódio foi ridículo, mas quando elas pretendiam ter diálogos de “confidências”, meu Deus, até os alunos de 5ª série ficaram ofendidos.

A grande revelação mesmo ficou por conta do STV – Satélite que Tudo Vê. Descobrimos (o que já suspeitávamos!), que existe sim, um satélite capaz de nos filmar até em cima de nossas camas. Sorte para a vítima de sequestro de 16 anos que não foi libertada por policiais… mas sim pelas Angels.

Sinceramente não entendo o motivo da ABC fazer este remake ser tão ruim. Parece que os esforços não foram para fazer uma série de sucesso, mas só gastar dinheiro a toa mesmo. Não me entenda errado. Se você conhece a série Charlie’s Angels de 1970, e os filmes de 2000 e 2003, sabe que ela podia, sim, ser uma série legal. Sem contar que, além de Drew como produtora, os criadores de Smallville (que durou 10 anos!) é que escreveram o piloto.

Mas ao invés de escolherem atrizes bonitas, eles escolheram [ponha a palavra de sua preferência aqui]bonitas. Eu tenho certeza que tem muita atriz de beleza estonteante desempregada por aí. Rachael Taylor (que interpreta Abby) até que tem uma presença mais marcante, mas acaba ficando no esquema caras-e-bocas. Minka Kelly parece que fica olhando o tempo, meio sem saber como diabos foi parar ali. Annie Ilonzeh (Kate Prince) tenta, por alguns segundos, forçar uma atuaçãozinha aqui e acolá. Mas pra ser convincente ela vai ter que… bem, ser uma atriz. Ramon Rodriguez, por sua vez, só pode ser parceiro sexual da Drew Barrymore, porque outra explicação para sua presença na série não existe.

Angel With a Broken Wing teve todos os elementos de um episódio ruim, ganhando o recorde de esculacho que um remake fez de um original EVER. Não acredito que melhore. Precisaria trocar o elenco inteiro, os roteiristas e a direção. Ou seja, refazer tudo de novo.

Se pra fazer “isso” que vemos agora eles demoraram 2 anos e reuniram um time de primeira classe para produzir e escrever, só Deus sabe o que custaria aos cofrinhos da ABC para fazer algo que presta. É uma pena.

Só serviu mesmo para encher o rol das Canceladas de 2011.


P.S.: Angel que é Angel fica toda maquiada, penteada (de cabelo seco) e linda mesmo depois de sair do mar – e de um tiroteio. Ficar desarrumada é coisa de mulher fraca!
Reações: 

Relacionados

Review 768036106216441964

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item