inspiration2

Charlie’s Angels - 1x03 - Bon Voyage, Angels

The Playboy Club e How to be a Gentleman já tiveram seus funerais. A gente nem precisa tirar a roupa preta porque, logo, logo seremos ...


The Playboy Club e How to be a Gentleman já tiveram seus funerais. A gente nem precisa tirar a roupa preta porque, logo, logo seremos convidados para o velório de Charlie’s Angels também.

Gente, é proposital. Depois de ver três episódios desta série eu cheguei a conclusão de que ela se “auto sabota”. Porque outra explicação não tem! Ou alguém quer me dizer que eles, inocentemente, conseguiram reunir roteiro, produção, direção e atuação ruins num só lugar por pura coincidência? Tá, eu acredito.

Não me chame de doida. Essa minha teoria está mais do que comprovada. Nos bastidores de Charlie’s Angels existem pessoas de muito valor, com alto grau de experiência e reputação. Isso sem contar o tempo que a emissora gastou para aprovar o piloto de CA. Agora pensa. Se a ABC levou dois longos anos para dizer o tão esperado “sim” para isso que estamos vendo, qual era o roteiro que eles tinham em mãos que era digno do “não”?

Você consegue imaginar?

E a escolha dos atores, então? Desde cedo ouvi falar sobre Minka Kelly e suas participações em Parenthood e Friday Night Lights. Rachael Taylor fez a Dra. Lucy Fields em vários episódios de Grey’s Anatomy. Annie Ilonzeh já foi de General Hospital a Entourage. Ou seja, ninguém é “novata” aqui. Todas elas possuem experiência em atuação, já decoraram alguns roteiros e fizeram algumas cenas. Então o que explica a falta de química e boa atuação agora?

Assistindo a Bon Voyage, Angels eu me lembrei de Friends (calma, pode continuar lendo sem medo). Que saudade que me deu daquele elenco todo “colado”! Se você teve o prazer de ver essa maravilhosa série, você está tão saudoso quanto eu agora. Se ainda não teve a oportunidade de assistir Friends, eu explico: não existe elenco mais afiado e cheio de química que aquele. Desde o primeiro episódio da série os seis amigos demonstraram uma amizade que parecia vir de longos e longos anos, todos eles se “encaixavam” perfeitamente.

E é na hora que a gente vê desastres como Charlie’s Angels que a saudade de séries como Friends aperta mais. Nenhum dos atores convencem individualmente em seus personagens, e quando eles dialogam, literalmente recitam as linhas do texto. É tudo mecânico, forçado. Extremamente forçado.

Provavelmente eu sou a única que, a esta altura, fala assim de CA. Muita gente já desistiu e teve alguns que nem conseguiram ver o piloto inteiro. Mas como eu já disse aqui, essa série não tem razão para estar assim. Não tem razão para ser assim. Se ela tivesse seguido, ou pelo menos tentado seguir a linha dos filmes de 2000 e 2003, a situação estaria bem diferente.

Nem alívio cômico a série possui. Ela pesa demais para o “drama” do passado das Angels. Fica tentando explicar, explicar, explicar o que fez com que elas “errassem” e se tornassem “garotas más”. Depois tenta explicar, explicar, explicar o que as levou a encontrar Charlie e se tornarem Angels. Só lá no 1×02 é que se lembraram de tentar fazer o telespectador rir, mas aí já era tarde. O telespectador já tinha mudado de canal.

Mas eles não conseguiram arrancar nem um risinho de canto de boca. A sintonia que pareciam ter alcançado em Runway Angels foi para o brejo em Bon Voyage, Angels. Este último foi um episódio tão insonso, tão vazio que a impressão que eu tive é que 40 minutos foram 40 horas.

Pra não dizer que foi de todo ruim, as cenas de ação tiveram um “quê” de ação desta vez. Eve apanhou até, depois deu uma de heroína e venceu o enorme vilão. Mas aí eu me lembro dos diálogos e da “robocicidade” dos atores em cena e…

Bem, fico aqui aguardando a notícia do cancelamento. Não tem como uma série ir para frente se nem o roteiro dela consegue balancear a história, colocar uma cena engraçada aqui e ali, ou, é claro, contar a história! Não adianta ter belas mulheres desfilando em frente à câmera. Desfile de moda é na passarela, na TV espera-se desfile de atuações.

Eu nem vou tirar minha roupa preta, caro leitor. Vou é torcer para que as emissoras criem “vergonha” e parem de perder tempo com séries assim. Se o propósito não é fazer algo que preste, para quê se dar ao trabalho de fazer então?
Reações: 

Relacionados

Review 6391609467562915081

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item