inspiration2

Person of Interest - 1x15/16 - Blue Code / Risk

Haja fôlego para Person of Interest!


Haja fôlego para Person of Interest!

Depois de quase enlouquecer com o 1x15 – porque Person ofInterest simplesmente colocou mais um vilão na história – eu vi o 1x16 meiodesacreditada. Pensei: mas com tantos plots na trama principal eles vão fazerum episódio com apenas mais um caso semanal? Daí, caros amigos, esta que vosescreve ficou totalmente pasma: tudo não passava de um prelúdio para trazer Elias de volta.

Ah, Person of Interest!

Agora, leitores, me digam: como os roteiristas e produtores esperam dar conta de tanta trama paralela? Como eles pretendem dar fim a tantos vilões? Estamos no 16º episódio já. Faltam exatamente 6 para acabar a temporada. Seis!

Mas sem dó nem piedade, lá vem mais um vilão. Vamos ver como está a lista? Elias, Snow, Root, (que foi bem clara sobre a "próxima"vez), e agora HR. Quatro vilões.

É clara a relação entre “bad guy” e “good guy”. Snow, porexemplo, apesar de mirar Reese, usa Carter para chegar até ele. Tanto é que agora que ele voltou, ele já foi direto nela avisar que sabe sobre acolaboração de John com algum policial. Já Root foi direta sobre quem é seu oponente, no caso, Finch. E Elias, como eu já disse antes, teve sua experiência com John e terminou sendo ameaçado por este depois de tentar matar Carter.

HR se relaciona com Fusco. O novo vilão marca a volta"oficial" do detetive à corrupção, justamente quando ele estava gostando de ser um good guy. Aparentemente, HR tem tanto ou mais poder queElias, controlando policiais como maestro numa orquestra.

A pedido de John, Fusco se alia à HR e passa a"pertencer à ele". Isto prova, mais uma vez, a lealdade que agora o detetive dedica à John. E vale ressaltar que o inverso também acontece,especialmente quando Reese chega para salvá-lo... nem que seja convenientemente alguns milésimos de segundos antes de Fusco levar um tiro.

O CPF do 1x15 foi o do policial Daniel Tulley, que trabalhavainfiltrado como Michael Cahill na gangue do contrabandista Vargas (José Zungia). O perigo queele corria era o de ser, claro, descoberto. Com a CIA como traficante de drogas (sim, a CIA) e controladora da polícia, seu disfarce acabou sendorevelado, levando Reese a assumir seu lugar.

Novamente Carter e Fusco colaboraram com o caso e, inevitavelmente,se esbarraram no meio das ordens de Finch e Reese. Está chegando a SeasonFinale e acredito que eles se descobrirão ainda nesta temporada. Ou, para complicar um pouco, Carter pode descobrir do envolvimento de Fusco com HR e resolver persegui-lo. Só para complicar um pouco.

Os flashbacks voltaram nos levando para 2008 e mostraramcomo era o relacionamento de Cara, Reese e Snow. Os três trabalhavam juntosbasicamente na “clandestinidade”, seguindo ordens que muito provavelmente o governo faz de conta que não deu.

Além de ficarmos completamente surpresos por eles estarem em New York (falando como se estivessem numa ilha fora do mapa), ficamos mais embasbacados ainda quando vemos John perseguindo o marido de Jessica – se fazendo de amigão numa mesa de bar.
E lá estava Cara, lembrando John da vida que eles têm, da vida que eles não podem ter. Atualmente Reese é considerado culpado pela morte dela, e Snow o persegue para saber o que realmente aconteceu em Ordos (China),como ele afirmou antes de atirar no ex- melhor amigo (1x10). Então quando a série mostrou os três juntos, já imaginei que eles estavam em Ordos, lugar que,suponho, foi onde Cara morreu. Mas Person of Interest não deixa por menos e,com certeza, ainda tem muita história para ser mostrada até chegar ao assassinato dela.

O CPF do 1x16 foi o de Adam Saunders (Matt Lauria), umnegociador de ações que acabou no meio de uma armação de Elias. O grande vilão voltou usando nada menos que 300 milhões de dólares para iniciar uma guerra pessoal. O episódio serviu para mostrar, essencialmente, que sua influência nãotem limites. Órgãos do governo, senadores, dinheiro, tudo está a seu dispor.

Carter percebeu que tudo estava bem planejado demais e resolveu verificar as evidências do crime depois que Doug Rasmussen, (Scott Cohen, o EverettHenson de Pan Am), o agente corrupto da CVM, se “suicida”. É aí que ela vê a“grande cartada” quando um policial que trabalha para Elias aparece nas filmagens da prisão de Rasmussen.

Olha, esta já é a terceira vez que John e sua trupe se intrometem nos negócios do vilão que, a esta altura, deve ter mais munição para enfrentá-los. Ele atendeu a ligação de Reese sabendo com quem ia falar, dando pistas de que ele sabe, ou pelo menos tem ideia, de como (e tirar) colocar John no seucaminho.

Apesar de ter gostado deste episódio (como sempre), admito que ele não faria falta. O caso foi interessante e as reviravoltas inesperadas.E, claro, ver Finch dando uma de alfaiate foi impagável. Contudo, se a intenção era trazer Elias de volta, somente a última cena foi necessária. A série podia simplesmenteter feito um episódio focado na volta dele. Seria mais simples e mais direto.

Outra coisa que me incomodou um pouco foi a atuação de Caviezel no 1x16. Não sei se foi porque ele estava fora do ambiente a que estamos acostumados, mas parece que ele não se encaixou, não estava à vontade.Já Taraji Henson (Carter) foi ótima junto com Michael Emerson (Finch) quando elarecebe um terno masculino da lavanderia, os dois conversam dentro do táxi, ele cobra a “corrida”, e ainda exige gorjeta. Típico de Person of Interest.


Observações:

- Quem será o “pacote”do 1x15? Segundo Snow, ele estava tentando vender um software americano para os chineses. Seria alguma coisa a ver com a Machine? Sugestões para quem seria opacote? Nathan? Denton Weeks?

- Reese foi baleado de novo. Já passou da hora de usar umcolete, não?

- Você está aí se perguntando qual é o nome da música queencerrou o 1x16. Maravilhosa, né? O nome dela é Down Boy, do Yeah YeahYeahs.

- Diálogo of Interest:

Cara: Quantas vezes vai limpar isso aí?
Reese: No exército nos ensinaram que o jeito mais rápido deser baleado é não limpar a arma direito.
Cara: Na Marinha ensinaram que o jeito mais rápido de limparsua arma é atirar nas pessoas com ela.
Reações: 

Relacionados

Review 4957200878380402718

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item