inspiration2

Person of Interest - 1x18 - Identity Crisis

Olha só a cara de sapeca do Mr. Finch!


Olha só a cara de sapeca do Mr. Finch!

Que maravilha foi ver o inventor das redes sociais himself dando um show sob o efeito de um certa dose de ecstasy. Foi ou não foi o melhor momento de Michael Emmerson? Foi ou não foi o episódio mais engraçado de Person of Interest?

Aliás, além de engraçado tivemos uma cota de incomum. A crise de identidade, evidenciada pelo título, começa quando a Machine dá um CPF que pertence a duas pessoas – de sexos diferentes. Dois Jordans Hesters tinham a probabilidade de ser a "vítima ou o criminoso", e claro, o Jordan do sexo masculino (e aparência de bad guy) é o suspeito número 1, enquanto a respeitável senhora e verdadeira culpada encanta Finch com seu charme e brinca com o cavalheirismo dele.

Nesse meio tempo, agentes do FBI faziam as mais bárbaras suposições para Carter, e a detetive estava a ponto de soltar uma gargalhada:

Espera, você acha que ele está trabalhando por dinheiro?
Que ele está trabalhando para Elias?
AHAHAHAHAHA!
Vou morrer de tanto rir – SOCORRO! – chamem uma ambulância, por favor!
AHAHAHAHAHA!

Desculpem-me pelo exagero da minha imaginação e pelo linguajar de MSN, mas as palavras do agente Donnelly soavam tão absurdas que Carter deve ter tido um trabalhão para se conter. E que mulher dura na queda. Depois dessa conversa amistosa, eu jurava que ela ia atender o telefone e alertar Reese sobre a nova investigação em cima dele. 
Mas quem atendeu as chamadas da dupla foi Fusco. E que excelente trabalho ele fez. Fico com pena do personagem por John colocá-lo sempre emperigo. Ele não tem muita escolha, né? Tem que ser corrupto, lidar com gente perigosa, e ainda fazer o papel de bonzinho quando lhe pedem. A resolução do caso dessa semana vem em grande parte dele, especialmente porque Finch estava pra lá de Bagdá, se comportando como um bebezão, se divertindo com a sirene do carro...

Falando mais um pouco de Harold, o que foi aquilo dele dançando na sala, cheirando as flores? Olhando para o micro-ondas quase explodindo achando que sua amigona Tara tinha lhe deixado comida? Mais fofo ainda foi o momento em que ela joga o telefone dele na água e ele fala: “ei! Este é meu bom amigo!”.

Foram um pouco mornas as cenas de ação, mas em compensação tivemos Finch drogado querendo contar tudo para Reese – que, amigo como é, deixou o patrão falando sozinho. Na despedida deles, no entanto, Finch tasca um “Good night, Nathan” ao invés de “Good Night, John”. Isso pode ter muitos significados. Um deles pode ser que, com tanta droga na cabeça, ele simplesmente trocou os nomes. Ou pode ser que aquele tanto de droga na cabeça tenha chegado onde não devia: finalmente Reese conquistou o lugar de confiança que antes pertencia a Ingram, minha hipótese preferida. Em algumas reviews você pode encontrar gente falando que o verdadeiro nome de John pode ser Nathan, e por isso a confusão aconteceu. Bom, teorias não faltam.

Vamos reconhecer que ver tanta dose de humor em Person of Interest valeu à pena, mas este episódio não teve muito valor para o arco central. O mais importante que aconteceu foi a chegada do FBI tentando caçar briga com a CIA, ou seja, Snow não será mais o único braço da lei atrás de John. Aliás, Snow quer eliminar Reese ou arrancar dele informações que provavelmente o FBI desconhece. Já o agente Donnelly quer mesmo é prender esta grande ameaça nacional, este homem tão mal e perigoso.

Acredito que tais elementos serão de grande importância no término da temporada. Ainda soma-se a eles o fato de Carter sentir falta de estar em campo com John. Vocês perceberam isso? No momento em que ela chega para aquela investigação de homicídio, uma mulher sempre repete que alguém deveria ter "impedido o assassinato"... e o bom coração da nossa detetive se divide outra vez.

Mas vamos esperar para ver que rumo os produtores darão para este coração pois, mesmo que se sinta dividida, ela reluta em ceder. Não atendeu o telefone, não tentou livrar Reese das garras do FBI. Se vai chegar uma hora que ela vai ter que escolher? É claro. Resta saber se ela dará conta das consequências da escolha que fizer - qualquer que seja ela.


Observações:

- Finch inventou as redes sociais! Wait... Finch inventou as redes sociais!

- Badass Reese:

John: Alguém roubou a sua identidade, assim você decidiu roubar a dele.
Jordan: Sim, mas só pelo tempo necessário para destruir este laboratório. Isso é ácido nítrico, não safrol. Vai derreter isso tudo e destruir o equipamento. Então usaria o resto deste material, avaliado em meio milhão de dólares... Para atrair a atenção daquele bastardo.
John: E depois fazer o quê? Matá-lo?
Jordan: Não quero matar ninguém. Só quero a minha identidade de volta.
John: Certo. [...] É um plano muito ruim... Mas eu gostei, então vamos executá-lo.

- E como terminar essa review sem mr. Finch dando uma canja é um grande pecado...

- Ele termina pedindo pela sua total discrição, claro... 

[Puxa-saquismo mode on] Ah, gente, vamos dar uma salva de palmas para Person of Interest?
Reações: 

Relacionados

Review 483305629668422831

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item