inspiration2

Revenge - 1x18 - Justice

Graysons... corram.


Graysons... corram.

Porque os Grayson destruíram a vida de seu pai, Emily foi para os Hamptons destruir a deles. E tem conseguido. Desde o início de sua jornada todos os seus alvos caem por terra. Uns podem até resistir por um tempo, mas a inteligência dela sempre os supera, e logo eles cedem à derrota.

Agora que ela descobriu que a morte de seu pai pode ter sido causada por esta mesma família, fica até difícil de imaginar o quanto ela ficará mais focada em sua vingança. Já neste episódio ela mostrou que não se importa (mais) com os efeitos colaterais que atingirem Daniel, que há algum tempo era o ponto fraco dela. Mas como nem tudo funciona na base da racionalidade, a verdade é que ela só trocou de ponto fraco. Foi de Daniel para Jack.

Jack, Jack... cada atitude mais estúpida que a outra. Depois de ser enganado por Nolan e sair passeando por aí atrás dos falsos rastros de Amanda, ele volta para casa quando Declan é intimado. Assim que chega, ele tenta convencer o irmão a dizer "a verdade" no tribunal, numa argumentação totalmente sem lógica, como se Amanda tivesse que ser prioridade ao invés do irmão mais velho. Nesse sentido, foi muito bonito da parte de Declan de confessar que "já perdeu o pai e a mãe, e não pode perder Jack". E Jack é o único que não vê isso.

É difícil de entendê-lo quando o vemos lutar por uma menina como Amanda. Está certo que ele está lutando pela Amanda que ele conheceu quando tinha 12 anos, por aquela que foi seu amor de infância, que teve sua vida roubada quando nem podia se defender. Mas, de um jeito ou de outro, esta menina já se foi, e pelo que Jack sabia, ela até podia ser a assassina de Tyler. A partir daí, a escolha dele de defender alguém que nem estava ali no lugar de defender seu irmão mais novo, só pode ser chamada de estúpida. Quem cuidaria de Declan? O que seria de Declan, um menino tão novo, tendo o irmão na cadeia para o resto da vida? Essas perguntas nunca passaram pela cabeça de Jack?

O engraçado é que na mente dele, que deve estar num conto de fadas, se ele entregasse a jaqueta cheia de sangue do Tyler, ele não seria condenado porque "não tem motivo" nem a "arma do crime". Assim... é muito complicado saber como ele chegou à esta conclusão, visto que os Graysons estavam tentando de todas as formas colocá-lo na cena do crime!

Ainda bem que Emily, como sempre, esteve um passo à frente de todos. Num golpe só, ela derrubou o capacho de Victoria, Lee Moran (o "Mini Frank"), livrou Jack e inocentou Daniel. Por pouco ela também não conseguia "um bloco inteiro da prisão" para os Graysons. Antes que isso acontecesse, Conrad interferiu.

Victoria e Conrad estão muito mais vulneráveis do que imaginam. Além da presença do inimigo bem debaixo do nariz deles, a separação e a falta de diálogo estão cavando o túmulo dos dois. Victoria, que mais parece uma louca fugitiva de hospício, sai ameaçando participantes do júri como se isso fosse a coisa mais banal do mundo. A palavra de Lee certamente não valia muita coisa, mas é óbvio que diante de tais acusações os Graysons seriam, pelo menos, investigados.

Mas vale notar que esta não é a primeira vez que eles agem assim. Justice fez um paralelo do caso de Lee com o caso de David Clarke. Em ambos, eles usaram estratégias parecidas, com jurados ameaçados e a ordem de Conrad para matar os réus. Porém a diferença é que no passado eles faziam isso juntos, tirando a encomenda da morte de Clarke, que não dá para saber se Victoria sabe ou não.

Neste contexto, ainda temos Conrad tirando Dominik do caminho. Dando uma visitadinha no passado, lá estava a Victoria pobre, ou Vick Harper, vendendo obras falsificadas pelo então namorado. Agora, achando que podia "sair das sombras", a mulher apaixonada acaba contando tudo - tudo mesmo - para o antigo amante, achando que existe algum tipo de redenção pelo que ela fez. Nem acredito que direi isso, mas parece que Victoria é outra que vive num conto de fadas. Conrad, que tem sua própria justiça, "oferece" à Dominik a chance de ir embora ou ir para a cadeia com sua amada. E lá se foi o sonho de princesa de Vick.

Depois da "justiça" ser feita, Daniel, Victoria e Jack ainda mantém suas dúvidas. Daniel estava escrevendo sua "carta de despedida", arrependido de ter duvidado de Emily, começar a dar razão à sua mãe, pensado que sua noiva estava envolvida com Jack, invadido sua casa, extrapolado o limite da condicional, e quase iniciado um caso de violência doméstica. Mas assim que sabe de sua absolvição, ele destrói a carta, a dúvida prevalece e a maneira como ele verá Emily a partir de agora se torna uma incógnita.

Victoria acredita que Amanda Clarke está por trás de tudo isso. A gente até sabe que ela está certa, mas é muito agradável ver Conrad a chamando de louca por acreditar em tamanha conspiração. Jack se livrou de tudo quase num toque de mágica, e nem sabe por onde começar a explicar sua jaqueta parar no carro de Lee e resultar no fim do caso de Daniel. Se ele começar a ter muitas dúvidas, Nolan será sua primeira suspeita, afinal é ele quem está sempre por perto e mais perto ainda quando as coisas "se resolvem".

Justice também se trata da justiça que virá pela morte de David. Como dito no início, se Emily já não pegava leve antes, agora é que não vai pegar mesmo. O que me deixa mais curiosa, no entanto, é como será o relacionamento dela com Daniel. Ela estará mais vingativa, ele estará mais duvidoso. Os dois, sempre com um pé atrás um com o outro. Como ela fará isso funcionar? Como ele fará para disfarçar? Nada será mais lindo e romântico como antes. Acaba que, mesmo sem querer, outro "casal Grayson" surge na história. Um precisa do outro, um desconfia do outro, e ninguém consegue dormir com os dois olhos fechados.


Observações:

- Emily: "A justiça, assim como a beleza, depende dos olhos de quem a observa.".

- A gente achava que já tinha visto tudo, e eis que Victoria incentiva a filha a usar o corpo para chantagear Declan.

- E Charlotte só continua afundando. O envolvimento com as drogas aumenta, e com as más companhias também.

- Eu queria muito ter visto o depoimento de Emily. Seria uma verdadeira aula de dramaticidade.

- Palmas para Declan que, ao contrário do irmão, não cedeu nem por um minuto de defender sua família... mesmo sabendo que perdeu Charlotte para sempre.

- Emily colocou um alerta AMBER em Lee Moran. Nos EUA, o alerta AMBER é dado quando alguma criança é sequestrada, ou seja, tem total atenção de toda a polícia e sociedade. Pobre Lee...
Reações: 

Relacionados

Review 6451227759124873431

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item