inspiration2

Revenge - 1x19 - Absolution

No que Daniel está se tornando?


No que Daniel está se tornando?

"Absolver-se é limpar o pecado... É a promessa de renascer e a chance de fugir das transgressões daqueles que vieram antes de nós. Os melhores aprenderão com os erros do passado, enquanto o resto parece condenado a repeti-los. E há aqueles que agem à margem da sociedade, aliviados nos confins da moralidade e da consciência... Uma raça implacável de monstros cuja arma mortal é a habilidade de se esconder na superfície. Se as pessoas para quem trago justiça não podem ser obrigadas a buscar absolvição... Eu também não serei.".

E é assim que Emily dá o seu veredicto a Daniel, a única pessoa dos Grayson que podia dar um fim ao reinado maligno da família. Assim que ele sai da prisão, não é só Emily que enxerga a oportunidade de colocá-lo para ser “seu próprio homem” e se opor ao legado que ele herdaria. Ironicamente, Victoria também vê e agarra esta oportunidade. 

Mas nenhuma das duas saem contentes com o resultado. Victora está disposta a trazer a justiça ao marido. Aparentemente, ela está cansada de viver sob o domínio de Conrad, mesmo que para conseguir derrotá-lo, ela tenha que ser um pouco derrotada também. 

Porém Conrad consegue a proeza de, com a verdade, trazer para seu lado a única coisa que poderia atingir sua esposa: Daniel. Muito diferente do que pensávamos, ele está disposto a colocar o seu sobrenome na frente da “verdade” e abandonar toda a sua moralidade em nome da proteção ao seu sangue. Isso vai diretamente de frente com Emily. Acaba que os dois se tornam as frentes de suas famílias, com ela lutando pelos Clarke e ele lutando pelos Grayson. 

Ela não cede também. Este “novo Daniel” dá a ela a certeza de que fazer parte da família rainha dos Hamptons é a única saída para contê-los. O casamento, que na minha opinião, poderia não ser concretizado caso Daniel não representasse ameaça para ela, está mais do que confirmado agora. 

É interessante notar que todos que cercam os Grayson viam Daniel como o caminho para a absolvição da família. Jack, por exemplo, recorreu a ele para tentar mostrar que a confissão de Lee Moran era uma história muito mal contada. A jaqueta que o incriminou pertencia ao próprio Jack, e a lógica de um assassino profissional, (que tinha tudo para destruir a vida de seus “chefes”), confessar seus pecados e se matar simplesmente não faz sentido. Pena que todo o esforço do Porter para fazer valer a confiança de Emily no noivo foi em vão. 

E não é só este Porter que está tentando trazer um pouco de consciência para um Grayson. Outro que (talvez) agiu em vão foi Declan que, desesperado, denunciou Charlotte e suas drogas à diretoria da escola. Charlotte está numa situação complicada. Ela está praticamente sozinha e mesmo que sua mãe tente estender a mão, a luta que ela está travando a consome demais e a impede de acabar com o sofrimento da filha. No entanto, depois de Victoria ver que Daniel está indo para um caminho sem volta, ela começa a tentar explicar para a filha a verdade sobre David Clarke. O que resultará disso ainda é uma incógnita, especialmente pela fraqueza em que a caçula Clarke se encontra. 

Emily, a irmã preocupada, também tentou ajudá-la, mas, outra vez, alguém foi consumido pela guerra antes de poder socorrer Charlotte. Thorne encontra a foto de David, tirada no dia que ele morreu. Isso a leva ao diário que ele escrevia pouco antes de ser assassinado. Na foto também está seu algoz, que provavelmente é o responsável pela morte de Lee Moran. Tudo isto converge para Conrad novamente, principalmente depois que Emily encontra “C.M.”, Carole Miller (Tess Harper), a tia de Nolan que era secretária da Global Grayson e tentou reunir provas da inocência de David de dentro de seu trabalho. 

Mas ela e o sobrinho chegaram lá tarde demais. Assim que tinham as evidências contábeis que ligavam Conrad aos terroristas, Clarke foi assassinado. Ele não teve a sua absolvição... Ao invés disso, teve sua morte. E é isto que Emily pretende dar ao algoz de seu pai. É muito mais do que a “vingança pacífica” a que ela está acostumada. É um caminho sem volta e, assim como o que Daniel está tomando, é um caminho que não tem perdão no fim.


Observações:

- Não tem lógica o pai de Emily querer que a filha saiba a verdade e simplesmente perdoe os envolvidos na traição contra ele. E David ainda tentou esconder dela a outra verdade, a da sua morte, mas o desejo de vingança dela supera qualquer tentativa de paz.

- Então David Clarke morreu mesmo? Oh não! (Me recuso a acreditar...).

- A cena da morte dele foi muito bem feita. Mesmo sendo em preto e branco, ainda contrastava com seus fortes olhos azuis.

- A foto de David, datada de sua morte, foi tirada em 22 de abril de 2002:
- Ashley caiu em desgraça no mundo de Victoria e entrou como princesa no mundo de Conrad. Nova vilã em Revenge.

- Nolan é o melhor amigo de todos e ninguém vê! Agora ele resolveu pagar a escola de Declan e ninguém disse um 'obrigado'. Ainda bem que a tia Carole, de quem ele salvou a vida, reconhece o que ele fez e é grata por isso.

- Me pergunto até onde vão as tentativas de Victoria e da S.E.C. para pegar provas contra Conrad. Acho que ele não vai se deixar ser vencido tão fácil.
Reações: 

Relacionados

Review 4555549650718645619

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item