inspiration2

Scandal - 1×04 - Enemy of the State

Não sei se Grant deve ser descrito como ingênuo ou bobo, mas sei que nenhuma dessas descrições caberia ao presidente dos Estados Unidos ...


Não sei se Grant deve ser descrito como ingênuo ou bobo, mas sei que nenhuma dessas descrições caberia ao presidente dos Estados Unidos da América, ou, como ele mesmo diz, ao homem mais “poderoso do mundo”.

Todas as pessoas que cercam Grant são capazes de tudo por ele. Sua esposa não mente, e também não deixa de fazer parte do time que ignora todo o escrúpulo do mundo só para ver o poder do seu marido intacto. Cyrus, então, é o maior exemplar do “proteja o presidente ou morra tentando”.

Olivia, depois de descobrir que Amanda estava grávida, invadiu a casa dele no domingo – dia que seu marido, James (Dan Bucatinsky), considera sagrado – para propor a oferta de 10 milhões de dólares em troca do silêncio de Amanda. Cyrus nem sequer levou a proposta para o presidente. Ao invés disso, contratou Sanders Black (Leland Orser), a versão masculina de Olivia Pope, para massacrar o time de gladiadores de terno.
Foi interessante ver todos os gladiadores na mesma posição em que eles colocam seus clientes e alvos no dia a dia. Além disso, pudemos descobrir um pouco do passado de cada um, as sujeiras deles, e a forma como eles chegaram a trabalhar com Olivia.

Abigail Whelan, a Abby, foi casada durante quatro anos com Charles Putney, o filho mais novo do ex-governador da Virgínia, James Putney. Ela o deixou porque foi espancada, com direito a costela e queixo quebrados. Olivia quebrou o joelho de Charles e conseguiu o melhor advogado de divórcio para Abby. Charles ainda procura a ex-esposa. A novata Quinn Perkins, que tem cara de santa, não existia até 2008 (!). Aliás, falando em Quinn, ela conseguiu falhar na sua primeira tarefa com Olivia. Perkins se auto-atarefou a “seduzir” o jornalista Gideon Wallace para conseguir descobrir as verdadeiras intenções dele. O feitiço se voltou contra o próprio feiticeiro, e ela caiu de amores pelo homem. Harrison, o mesmo que a contratou, foi avisar a colega para acabar este relacionamento comprometedor. Quem disse que ela ouviu?

Falando em Harrinson, na ficha dele consta que ele tem 28 anos e cresceu em Washington. Foi de vendedor de carros de luxo em Takoma Park para trabalhar para Adnan Salif. Fez muito dinheiro. Pegou só seis meses de prisão quando Salif se deu mal por vender informações privilegiadas. Ele conseguiu se livrar porque Olivia Pope o defendeu de graça.

Já Stephen Finch, escocês, tornou-se cidadão americano em 1995, após se formar como primeiro da turma de Direito em Yale. Foi o principal advogado da Chase & Howard. Era o maioral, mas sofreu um colapso nervoso durante o julgamento da Bromquest, a fábrica de produtos químicos que envenenou as crianças em West Virginia. Passou dois meses em recuperação na Flórida antes de pedir demissão. Huck, que obviamente não se chama Huck, é ex-CIA e tem o passado totalmente protegido.

E Olivia… Olivia teve um caso com “alguém” durante a campanha presidencial, fato que Cyrus prontamente ignora e manda ignorar. Billy Chambers, provavelmente a pessoa mais confiável que Pope tem dentro da Casa BRanca, assistiu a toda essa parafernália boquiaberto. Ainda, no papel de amigo, foi alertar Olivia sobre o acontecido.

Assim que ela fala com Cyrus, ele abre a ala para seu jogo sujo. Enquanto ela queria dinheiro, ele caçou um jeito de se livrar dela e omitiu do presidente o que estava acontecendo. Depois que ela avançou e disse que ia à imprenssa, ele fala com Grant como se este fosse o primeiro movimento de Pope. E, seguido disso, ele fez aquele discurso de “você vai perder tudo, virar piada nacional e se matar”. O engraçado é que conhecendo Olivia do jeito que Grant diz que conhece, ele ainda cai nessa.
A partir daí, é facinho de Cyrus arrancar uma declaração de guerra do patrão que, a esta altura, já negou que seja o pai do bebê de Amanda e diz que ela é o “único problema da história”. O braço direito do presidente, então, nem pestaneja. Vai direto para Olivia mostrar o que está disposto a fazer em nome de sua eterna defesa à Grant.

Diferente das outras vezes, incluindo no caso da semana, Olivia reconhece que precisa pedir aos seus associados para acompanhá-la na guerra contra a Casa Branca. É sempre ela que tomas as decisões, e todos sabem que aquela conversa de votação democrática não passa de uma mera conversa. Mas agora, cada um poderá decidir por si. As respostas, claro, são óbvias. Como vimos pelo históricos deles, todos tem fortes motivos para segui-la “até o abismo”.

Acontece que existem muitas coisas que o conhecimento de Olivia e Cyrus ignora. Amanda telefonou para alguém dizendo estar cansada de mentir. Em seguida, enquanto os gladiadores decidiam lutar com Pope, e Grant fazia um discurso de progresso e justiça na televisão, Tanner é brutalmente assassinada.

É muito óbvio colocar a culpa diretamente em Grant ou Cyrus. Depois do telefonema de Amanda, acredito que seu cúmplice ainda se revelará, podendo ser uma pessoa nova ou não. Pode ser alguém que está diante de nós todo este tempo e nós não conseguimos enxergar. De uma forma ou de outra, nenhum dos lados da guerra sairão ilesos. Uma peça do tabuleiro já foi retirada. Isto não é perda para um, é perda para todos.


Observações:

- Sei que nada numa série de Shonda Rhimes é feito sem intenção, então preciso lembrar da ironia fina que ela colocou entre a homossexualidade de Cyrus e o partido de Grant, que é republicano. Não há contraste maior que este: o braço direito do presidente, que é contra a legalização do casamento gay, é gay assumido e casado.

- O caso da semana envolveu o general e ditador Benicio Florez (Gideon Wallace) e sua esposa Carolina Florez (Valerie Cruz ), que usou a ida para os EUA para fugir do marido opressor. No final, Olivia conseguiu que ela se livrasse dele e “convenceu” Benicio, na base de muita ameaça, a deixar os filhos com a esposa. Tudo isto foi mais para evidenciar a “verdadeira Olivia Pope”, que não se importa muito com o interesse de seus clientes se eles não estiverem fazendo a “coisa certa”. Mais do que isso, evidenciou Abby também, que lembrou a patroa de como ela a livrou de Charlie (o ex-marido), e, com um discurso duro e bruto, colocou Olivia para agir como Olivia outra vez.

- David pediu um favor à Olivia, que estava totalmente descontrolada por causa da gravidez de Amanda, se descontrolou e se negou a atendê-lo. Mas como Olivia Pope é Olivia Pope, logo ela resolveu o problema da banca onde David compra seu café todas as manhãs, num pedido de desculpas muito bem pedido. Olha que uma verdadeira amizade está nascendo por aí.
Reações: 

Relacionados

Scandal 1ª Temporada 6255828121794263538

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item