inspiration2

Suits - 2x01 - She Knows

Suits fazendo o que faz de melhor: ser perfeita.


Suits fazendo o que faz de melhor: ser perfeita.

Comecei a assistir Suits no ano passado sem nem ter noção do que ela se tornaria. Considerei que era apenas mais uma série jurídica que conseguia ser agradável e talvez interessante. Quão grande foi o meu erro...

Mais do que depressa Suits tratou de me surpreender como eu nunca imaginei, se tornando a melhor série jurídica que vejo. Para começar, a química dos protagonistas, Harvey Specter (Gabriel Macht) e Mike Ross (Patrick J. Adams), é simplesmente maravilhosa. Uma relação que começou a existir apenas pelo gosto da aventura e acabou se tornando vital, como bem revela o episódio She Knows.

Já pelo título sabemos que Trevor (Tom Lipinski) realmente contou a verdade de Mike para Jessica (Gina Torres). Na verdade, não dava para esperar algo diferente dele. Desde a primeira temporada que sabemos do mau caráter, ou da falta de caráter de Trevor. O namoro de Jenny (Vanessa Ray) com seu “melhor amigo” foi só um pretexto para que ele puxasse o gatilho. A relação dos dois era um misto de compaixão de Mike e inveja de Trevor. Ainda bem que Ross finalmente colocou um – digno – ponto final nessa história. Já era tempo.

Ainda nas relações do protagonista, Rachel continua enchendo a paciência. Na primeira temporada ela ficava brincando de pique-esconde com Mike, e na hora que viu que ele estava com outra, a Síndrome do Quero-O-Que-É-Proibido atacou a piriqu*ta da moça, nos levando ao mesmo lugar de sempre... a rejeitada correndo atrás de quem ela havia rejeitado. Foi um saco vê-la recriminando Ross só porque ele fazia provas para os candidatos de Harvad. Não era ela que estava atrás dos serviços dele? Enfim... Rachel começou este novo ano ainda atrás do rapaz e, como se não bastasse, se achou no direito de dar birra porque ele não correspondeu a “mensagem” de bêbada safada apaixonada dela. Que chatinha.

Jenny resolveu dar birra também, como se ela tivesse algum argumento sólido para isso. Ela reclamou que Mike beijou outra, mesmo depois dele “justificar” que foi beijado, e não o contrário. Olha, isso pode até não mudar as coisas, afinal beijo é beijo e a tensão sexual entre ele e Rachel era totalmente palpável. Mas Jenny não passou pela mesma situação com ele, enquanto namorada Travis? Por que o escândalo? Ele só repetiu o erro, querida.

Outro ponto importante que observamos foi a evolução de Mike quanto ao "se importar ou não se importar" com o sofrimento dos outros. Desta vez, ele literalmente se perguntou "o que Harvey faria?" e seguiu em frente, colocando tanto o lado mais fraco do caso quanto o mais forte em seus devidos lugares. Ross não foi inescrupuloso nem arrogante, mas foi astuto e soube mover as peças certas, sendo bem claro quanto ao lado de quem ele luta agora: nunca mais ameace a mim ou a minha firma de novo.

A nova temporada não só encerra antigas amizades, namoros e conflitos dispensáveis, como também inicia uma guerra sangrenta na Pearson Hardman. A permanência de Mike e a volta de Daniel Hardman (David Costabile) abrem todos os precedentes para que os personagens tragam o pior de si à tona. A começar por Harvey.

Quem diria: mr. Specter se jogando na frente dos leões por seu aprendiz? Absolutamente ninguém diria tal blasfêmia. Nem mesmo o próprio Mike, que demorou a confiar que seu chefe estava quase vendendo a alma ao diabo lutando por ele. Nem Jessica imaginava tal ato, chegando a demitir de verdade o seu braço direito. Mas nem com isso Harvey recuou: se ele vai, eu vou. Se enfrentar Daniel com duras ameaças já ia muito além de sua alçada, se impor diante de Jessica usando o fato de ser o grande ponto fraco dela não era nada.

Desta forma, Jessica se torna cúmplice de quem antes era seu aliado, mas não sem antes testar Mike... ele pode até ter vencido Harvey, mas nem de longe isso significa que vencerá a chefe-mor.

A maior preocupação, no entanto, nem é mais com ela. Mesmo que Jessica se sinta numa posição de “refém”, ela e Harvey ainda são um contra Daniel. Como ficou claro, ele é um grande perigo para a vida dos dois, tendo prejudicando ambos no passado por causa de ações inconsequentes e até criminosas. Para se livrar dele, H&J o chantagearam, mas agora...

Agora, a esposa de Hardman morreu, e a chantagem de contar para ela sobre as puladas de cerca do marido também. Daniel, por sua vez, alega que o tempo que passou cuidando de sua esposa doente e conhecendo sua filha Sarah (Natalie Krill), o fizeram um novo homem.

E é este novo homem que confessa todos os seus pecados para filha e empregados, se livrando da ameaça de Harvey e voltando como herói para a Pearson Hardman. Imagino que, em algum ponto, ele notará Mike e o quanto ele se sobressai, e isto fará Harvey e Jessica mais cúmplices ainda, se é que é possível.

Mas até lá, já saberemos se ele quer fazer do mundo um lugar melhor, ou se quer apenas as cabeças de H&J numa bandeja. Espero que seja a segunda opção, que aí veremos Suits pegar fogo. Então, que venha a 2ª temporada!


Observações:

- Na cena de Mike jantando com a patroa e descrevendo como foi Harvard, percebe-se que ele está falando mesmo é da Pearson Hardman: Eu sabia que ia acabar. Quero dizer, tinha que acabar. Pensei: "Sim, finalmente encontrei um lugar onde eu estaria exposto.".

- Mike dando rata HOMÉRICA no jantar com a patroa: Pretos não racham.

- Nem adiantou cruzar os dedos, Mike ouviu a mensagem de Rachel. Agora já era.

- Donna (Sarah Rafferty) mostrou, pela milionésima vez, que conhece Harvey como a palma de sua mão. E, ainda por cima, pudemos ver o quanto os dois se importam com Mike. Não tem casal mais perfeito.

- Dá para fazer um ótimo paralelo entre a relação de Harvey e Mike e a de Walter e Jesse (Breaking Bad). Em ambos os casos o mestre acabou se curvando ao aprendiz e se jogando na frente dos leões por ele.

- David Costabile, o Daniel Hardman de Suits, participou de um dos melhores episódios de Person of Interest, como o juiz Samuel Gates (1x05, Judgment). Combinação perfeita.

- Louis (Rick Hoffman) se acha o esperto, pisa nos associados por puro sadomasoquismo, mas não passa de capacho de Harvey. Adoro.

- A esposa de Gabriel Macht (Harvey), a australiana Jacinda Barrett, que também é atriz, fará uma participação especial no sétimo episódio desta temporada. Ela interpretará a advogada Zoe Lawford, uma ex-advogada da Pearson Hardman com quem Harvey tem um “passado”.

Melhor quote EVER:

Donna: Certo, acaba logo com isso. Me diga o que aconteceu.
Harvey: A conversa e o plano e todo o "O que eu faria"... Tanto faz.
Donna: Você não pode fazer.
Harvey: Eu não fiz.
Donna: Sentiu uma onda de emoções que não esperava. Você chorou e o deixou ficar.
Harvey: Não. [...] Pensei no trabalho que teríamos para substituí-lo e decidi ir contra isso.
Donna: Viu a quantia de trabalho através das lágrimas?
Harvey: Você terminou?
Donna: Posso te trazer algo? Lenço? Copo de água? Absorvente?
Harvey: Certo, espere um pouco. Você escuta todas minhas conversas pessoais.
Donna: E?
Harvey: Dessa vez não fez isso.
Donna: Sim, eu estava ocupada.
Harvey: Ocupada? Essa é sua desculpa?
Donna: Muito ocupada.
Harvey: Você não ouviu porque não conseguia. Porque você sentiu a onda de emoções.
Donna: Não sou o assunto da conversa aqui.
Harvey: Posso trazer algo pra você? Lenço? Água?
Reações: 

Relacionados

Suits 2ª Temporada 4334610127152459706

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item