inspiration2

Weeds - 8x05 - Red in Tooth and Claw

Não sei aonde Weeds quer chegar, mas certamente não gosto do caminho que ela pegou.

Não sei aonde Weeds quer chegar, mas certamente não gosto do caminho que ela pegou.

Já é quase reta final da última temporada da série. Isso. Quase-reta-final-da-última-temporada-da-série. E, ou Weeds conseguirá mostrar uma ótima razão para o que está fazendo, ou vai estragar tudo o que fez até aqui.

Os quatro episódios anteriores estavam mornos, se podemos falar assim, mas não foram tão radicalmente ruins quanto este quinto. Nancy resolveu fazer novas escolhas na vida, mas o que vi foi ela trocar os pés pelas mãos com essa conversa de mudança.

Porque Weeds é isso: uma série de pessoas desorientadas, que acharam no tráfico de maconha uma "profissão" em que se saem bem (ou menos pior que nas demais). Weeds é sobre uma família tão desastrada que só sabe procurar mais desastre para o caminho deles, e fazer mais desastres ainda quando tentam se livrar dos feitos anteriormente. Weeds é sobre uma família que paga o pato pela loucura da matriarca, que vai desde queimar sua casa porque quer "mudar de ambiente", a se casar com um político mafioso que queria a cabeça dela numa bandeja.

Weeds não é mais a série que se propôs a ser. Ela começou criticando a classe média americana com um humor negro afiadíssimo. Em nome do "amadurecimento" e da "evolução", os personagens mudaram várias vezes de ambiente, a história mudou seu foco e enredo, e a essência da proposta inicial se foi. Sim, tudo isso foi uma grande perda, uma da qual a série nunca mais se recuperou. Mas o caráter imprestável da família estava lá. Por onde os Botwin passavam, ficavam imensos rastros de destruição e loucura, e foi isto que prendeu os fãs todos estes anos.

Assim, seria errado demais se no final as coisas fossem "diferentes". Ninguém quer diferente em Weeds. Mary-Louise Parker afirmou que o Series Finale não será um felizes para sempre, o que é típico da série se considerarmos que momentos de felicidade nela são raros. Mas se este infelizes para sempre se referir à este novo comportamento de sua personagem, então não é infelizes para sempre, é desastre para sempre.

Seguindo a linha do desastre, o que foi aquele discurso de R.J. para Silas? Ok, Silas não queria ir para a segunda base com ele e ele surtar com isto é natural (?). Mas de onde saiu essa conversa de "Você vê como drogas, como uma mercadoria." e "A planta te escolheu."? Sério, Weeds? Agora maconha não é mercadoria, é filosofia?

E Nancy jogando quilos de maconha fora, triturando como se do outro lado fosse sair o dinheiro que ela precisa para manter Stevie no futebol-de-gente-branca? Já cansou? Não, espera. Ainda tem mais bullshit.

A conversa de Andy sobre ter um "mestre de marionete" em sua vida foi demais. Desde quando mulheres o tratam daquela forma? Os roteiristas se esqueceram que durante sete temporadas a mulher que ele mais quis nunca deu uma chance para ele? Como assim as mulheres se oferecem para Andy o tempo todo?

E, para incrementar, quem se importa com Jill? Quem liga para o que ela faz ou deixa de fazer, e qual é a importância de ela dormir ou não com Doug? Só mesmo Andy para achar que algo nisso tem relevância. Ele bem que podia usar o novo chifre que ganhou para largar Jill de vez.

A única coisa boa do episódio foi Shane. Enquanto o resto desabava, ele enfrentava um louquíssimo encontro duplo, no estilo mais Weeds-hardcore possível. Como ri da cena de ele e Angela ouvindo as *brincadeirinhas* de Mitch com a esposa. Tudo ficou melhor ainda quando a reação dela foi exatamente o que se espera de um personagem "adequado" ao universo da série. Só digo que Shane pode se casar com a moça sem medo.

Por último, Weeds mandou kiki plantar batata no asfalto... não sem antes dar uma cena mega nojenta para a (agora ex) namorada de Silas estrelar. É uma pena a saída dela. Seria muito bom se cenas como a do 8x02 se repetissem várias vezes entre ela e o Botwin loiro, mas, se serve de consolo, pelo menos ela disse que sentirá falta do p*nis do garoto...

Olha, sempre há episódios ruins como "Red in Tooth and Claw" em cada temporada de Weeds (ok, talvez não tão ruins assim). Mas, levando em conta que este é o último ano da série, esta temporada deveria ser a exceção e ter apenas ótimos episódios. Espero mesmo que este seja um "evento único" e que no 8x06 tudo volte aos eixos. Quer dizer, tudo pode ser que não volte. Mas dona Nancy precisa urgentemente parar com essa ladainha de bondade e voltar aos eixos da maldade. Porque boazinha, madame Botwin, ninguém te merece.


Observações:

- Jura que Nancy tem vergonha de seu "passado lésbico"? Desde quando Nancy tem vergonha de alguma coisa?

- O rabino David Bloom, aquele dono da piscina que Nancy usa para sua "reabilitação", merece o prêmio de homem mais corajoso de Weeds. Vejam só, ele é o primeiro que tem a chance de levar dona Botwin para os finales e diz um sonoro não (ele é doido?). Mais do que isso, ele é o rabino que ouviu todos os pecados de Andy no 8x01, motivo pelo qual ele conhece muito bem a história dos vizinhos loucos. E o ator David Julian Hirsh está creditado para mais episódios desta temporada, o que me faz pensar que talvez Nancy pode "terminar" sua vida (e que vida) romântica ao lado de outro judeu...
Reações: 

Relacionados

Weeds 8ª Temporada 1398156999448656326

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item