inspiration2

The Good Wife - 4x01 - I Fought the Law

O nome da série não deveria ser The Good Wife. Deveria ser The Bad Husbands. Porque se só um marido lixoso não bastasse, eis que agora t...


O nome da série não deveria ser The Good Wife. Deveria ser The Bad Husbands. Porque se só um marido lixoso não bastasse, eis que agora temos dois.

Prometi para mim mesma que pegaria mais leve com The Good Wife. Não prometi que a série não mexeria com minhas emoções, pois tudo o que eu assisto mexe comigo. Melhor dizendo, eu só assisto o que me atrai o suficiente a ponto de desafiar a minha forma de pensar. E TGW é a campeã nisso. Quase morro quando vejo a atitude idiota de Alicia se perpetuar por tantos anos.

Mas agora, se continuo assistindo a série, tenho que me habituar com suas escolhas. Não irei concordar com Alicia nunca. Essa conversa dela de "me comprometi a um casamento... não gosto de quebrar compromissos" não passa de bullshit. Porém vou tentar assistir TGW de outro ponto de vista. Vou ver o desenrolar das escolhas da boa esposa.

Partindo deste ponto, ri ao ver que, pela primeira vez, Peter foi o responsável por afastar sua mulher. A dona das patadas sempre foi Alicia, mas visto que ela não sai de cima do muro, o marido se deu o direito de dizer: não vamos morar juntos. O que ela estava pensando ao fazer esta pergunta para ele eu não sei. Contudo essa resposta muito agradou os meus ouvidos.

Falando do segundo marido que apareceu agora, voltamos à minha sugestão de nome para TGW. Não tem nenhuma boa esposa aqui. Alicia é uma mulher indecisa, o que faz dela uma pessoa sem rumo, mas não uma boa esposa. Kalinda, que até aqui era um exemplo de mulher forte e determinada, acaba se revelando como outra que não consegue se livrar das garras de uma relação destruidora.

Ela, pelo menos, tentou dar um fim. Ela fugiu não só metaforicamente, mas literalmente também. Chegou até a mudar de nome. E ainda assim foi encontrada pelo seu algoz, Nick Saverese (Marc Warren). Desta vez ela não continuou fugindo por causa do perigo que sua amiga, Alicia, corria. Foi um infortúnio, mas ainda assim compreensível.

A decisão de ficar significa que nós veremos como funciona esta relação. É meio difícil de entender um casamento que envolve surramento mútuo, roubo de dinheiro, perseguição de capangas. O que admirei em Kalinda é que ela não deixa só um lado do casório agir assim. Se o príncipe encantado bate, ela revida. O homem mal levanta da cama, e ela já está apontando uma arma para ele. É assim que se faz, Kalinda.

Enquanto o casal se surra de um lado, a Lockart/Gardner apanha de outro. A situação deles não é muito nova. Quase desde o começo da série que a gente ouve sobre a fraqueza financeira da firma. Com o novo administrador, Clarke Hayden (Nathan Lane), quem sabe eles entram nos eixos de vez. Aliás, gostei muito de Clarke. Ao contrário do que pensei, ele não está agindo como um inimigo, mas está unindo os funcionários para fortalecer a firma. É um ganho imenso para Diane e Will -- que parecem estar meio perdidos no meio da situação.

Falando em Will, acabou o castigo dele. Seis meses sem poder advogar, muito dinheiro que deixou de ganhar, muito desaforo que teve que engolir. Alicia, que parece mais inerte à ele do que um imã à água, foi comemorar a "libertação" com um bela garrafa de champanhe. Tudo em nome da amizade, claro. Pena, ou ainda bem, que Diane já tinha tomado o posto da comemoração. Dona Alicia não anda merecendo muito de Will.

O tópico que mais surpreendeu e até intitulou o episódio foi a apreensão ilegal envolvendo Zach. De cara, já gostei de Alicia contando com a ajuda de Cary. Esses dois são um ótima dupla e é melhor que usem isto com objetivos comuns do que em guerrinhas idiotas. Depois, gostei da atitude de Peter de, num telefonema de cinco minutos, resolver tudo.

Mais uma vez, Peter afastou Alicia. Ela pediu para que ele deixasse ela cuidar do caso, mas como bom político que é, ele não pode engolir um desaforo desses. Achei uma maravilha, ri da situação. Ela tentando lutar pela lei, e ele usando seu poder. No final o desencontro de métodos acabou gerando um novo conflito para Peter, ou seja, a luta lei versus poder não acabou. Para completar, Zach se sobressaindo como investigador equivale a dizer que ele já está se aprumando para sair de debaixo das asas da mãe. Muitas perdas para Alicia de uma só vez.

Por último, a tão falada cena de sexo. Antes da estreia saiu a notícia de que o presidente da Fox liberou uma cena de sexo fortíssima para a première de TGW. Sentei esperando um misto de HBO com Showtime, de The Tudors com True Blood, e não vi nada. Se a tal cena proibida que queriam mostrar foi o que vimos entre Kalinda e Nick, só podem estar fazendo piada.


Observações:

- O nome do próximo episódio é "And the Law Won", uma continuação do nome do 4x01 "I Fought the Law". Será que veremos uma revanche entre Peter e Alicia?

- Será que Will não aceitar fazer a entrevista foi uma boa ideia? Aquela repórter me pareceu encrenqueira demais para aceitar um não assim.
Reações: 

Relacionados

The Good Wife 4ª Temporada 5464676709237063351

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item