inspiration2

Nikita - 3x16 - Tipping Point

O horror. O horror.

O horror. O horror.

Quando uma série chega em sua reta final, é natural que além da trama que ela pretende fechar ela lance uma coisinha “especial” para tacar o terror. Pois é, meus caros. Nikita também quer tacar o terror no fim de sua 3ª temporada.

Antes achávamos que Amanda convenceu Alex a se rebelar apenas pelo “poder da persuasão”, naquela aplicação básica da psicologia reversa. Agora, porém, descobrimos que a bruxa foi mais longe e mexeu com a cabeça de Udinov… Literalmente. Não é novidade para a ruiva, que é conhecida por gostar de técnicas mais macabras de persuasão, e que teve Owen como sua vítima em procedimento parecido.

Quando a tramoia dos agentes da Division foi descoberta, dava para imaginarmos que algo a mais estava acontecendo. Seria muito fácil se tudo aquilo fosse simplesmente por conta dos agentes que vimos em ação. Era só descobrir quem eram, “perdoar”, como diz Nikitinha, e amém. Logo, tinha que ter um presente de grego aí. E teve.

Ver Alex com essa mentalidade distorcida, passando por cima de qualquer probabilidade de fazer tudo errado por acreditar que a Division “nunca será fechada”, é algo completamente além do que uma Alexandra Udinov rebelde faria. Uma coisa é gritar com Nikita, discordar de Nikita e ficar emburrada. Outra coisa é arriscar a vida de todos por achar que ninguém além de si tem razão.

O que Amanda fez, exatamente, ainda não sabemos. Mas sabemos que foi suficiente para Alex se tornar seu fantoche dentro da Division, colocando em ação o plano de destruir a agência de dentro para fora. A moça agora tem lembranças de algo que aparentemente não aconteceu. Ele chegou a citar as “outras garotas” que morreram, no momento em que estava se revelando para Ryan.

Aliás, como o próprio nome do episódio diz, houve vários “pontos críticos” que culminaram no tiro em Fletcher. Não bastasse a interferência de Amanda através de Alex, esta ficou ainda mais motivada depois da morte de Jason, o agente que se voluntariou para ajudar Nikki e Mike numa missão. É como se tudo conspirasse para o mundo desabar.

E parece que a conspiração não é só dentro da história. Essa semana saíram boatos de renovação da série para uma última temporada, contendo de 6 a 13 episódios. Pois então. Se agora no final da terceira nós estamos vendo o começo de Alexandra se levantando contra Nikita, eu imagino, e quero muito estar errada, que esta será uma das tramas da última temporada, senão a principal. E provavelmente ainda veremos a Division sendo liquidada na próxima season finale.

Bom, vou parar de fazer especulações de tragédia e vamos falar de coisas boas.

A cena inicial de “Tipping Point” foi maravilha. E a coisa ficou mais maravilhosa ainda quando Nikitinha foi lá, toda cheia de recalque, querer saber quem é que era (a safada da) “Darlene643”. A-DO-REI ela jurando não ser ciumenta, o que todos nós sabemos muito bem que é a maior mentira do mundo. Mas Michael, com aquela cara lavada, já tinha a explicação na ponta da língua e logo nos deparamos com a volta do plot da mão, que ficou de molho por muito, muito tempo…

Eu tinha pensado que veríamos mais da busca de Mike, mas a série resolveu economizar e pular para a parte da cirurgia de uma vez. Outra vez, nos deparamos com o misterioso grupo, que ainda não revelou o que é, o que quer, e de quem é. Tudo o que sabemos é que o tal grupo é poderoso, e tão poderoso que consegue prever cada movimento de Mike e Nikita… Até mesmo a ideia genial que Michael teve de arrumar uma namorada online, dar uma de stalker do século, e roubar um vídeo de segurança. Só um tantinho exagerado.

Todavia, mesmo que o episódio tenha ido um pouco longe demais (ou este grupo é muito bom mesmo), ele ainda teve ótimas sequências de ação. A invasão do laboratório, por exemplo, foi excelente. Ver Nikita de óculos e pose de executiva é sempre awesome. Junte a isto o fato de ela chutar todas as bundas que estão em seu caminho – de salto alto -, e nós, fãs, estamos muito agradecidos, obrigada.

Outra sequência ótima foi Nikita se defendendo do ataque dos chineses enquanto protegia Michael durante a cirurgia. No meio da coisa, pudemos experimentar um pouquinho do mandarim de Maggie e ver Nikitinha vencer, mais uma vez, seus oponentes na base da estratégia e inteligência.

Passada a cirurgia, o carro que anda sozinho, e a alegria de finalmente ter uma mão biônica, tenho que confessar que algo está me incomodando. Da fase de Michael rejeitando Nikita de todas as formas, passamos, rapidamente, para uma fase onde os dois conversam como bons amigos, dão sinais de que estão numa boa, e para por aí. Cadê a  intimidade do casal que vimos na segunda e começo da terceira temporada? Ou melhor, cadê o desenvolvimento da trama da rejeição de Michael? Em que ponto precisamente eles se reconciliaram?

Para não dizer que não estamos ganhando nada, além da confissão de Mike sobre qual é o seu ideal de encontro perfeito, tivemos a fala dele sobre a falta que faz estar no campo com sua amada. Mas será que isso é o bastante? Que eu me lembre, pouco tempo atrás ele estava fazendo Nikitinha chorar da maneira mais covarde possível. Não é possível que vão pular a parte do homem pedindo perdão.

Outro casal que ficou meio perdido foi Alexan. No meio dessa trama de Alex se transformando, concordo que ficou difícil para eles se “encontrarem”. No entanto, a gente bem que esperou um tempinho para ver esse romance acontecer, não? Mas, considerando todos os contratempos, foi bonitinho ver Sean preocupado com sua garota. Ele notou a cadeira particular de Amanda quando foi resgatar Larissa e tentou alertar Udinov. Inutilmente.

Fico imaginando a decepção dele quando descobrir a verdade. Porque a de Nikita nem se fala.

Ela está acreditando na palavra de sua protegida enquanto seu amigo está entre a vida e a morte. Vocês imaginam o que ela vai sentir quando descobrir que ALEX atirou em RYAN? Uma coisa é ser inteligente para um traidor como Carla, que esteve com ela apenas antes de ela ser quem é hoje. Outra coisa, imensamente diferente, é ser estrategista e racional com Alexandra, que é basicamente sua filha. Haja coração.

E para terminar, vou colocar aqui a fala de Nikitinha para Ryan. Aquela mesmo que partiu o coração da gente em mil pedaços:

Sabe, você me disse uma vez que… Eu salvei a sua vida.
Lembra?
A verdade é, meu amigo, que você salvou minha vida.
Mais vezes do que consigo dizer.

Observações:

- Não gosto de ver Nikita chorar.

- Fiquei pensando… Será que Nikita sacou tudo pela fala final de Alex? O que vocês acham?

- As técnicas de atuação de Shane West não são muito vastas, mas eu ri demais dos olhos arregalados dele quando Heidecker apareceu na tela do notebook. Nessa não dava para levantar a sobrancelha, né Shane?

- E aquele close final de Nikita chorando sobre a mão implantada de Mike? Certeza que isso foi ideia do Craig.

- Amei Michael levando fora da Daniele643. E amei mais ainda ele dando desculpas para fazer valer o fora. Desiste, rapaz.

- O prêmio de melhor quote vai para… Birk se achando o rei da cocada preta:

Curvem-se diante de Shadow Walker.
Reações: 

Relacionados

Review 5561034459501619294

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item