inspiration2

Arrow - 1x01/02 - City of Heroes / Identity

LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA! ...


LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA
LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA LAUREL BURRA!

Me perdoem, caros leitores, mas estou há duas horas gritando LAUREL BURRA e não consigo mais parar. NÃO ME ESPANTA que a CW notou o quanto a personagem é insuportável (e a galera prefere a Felicity), e colocou a vaca nos fundos dos pôsteres, quando colocou.

Gente, com todo o respeito à atriz e ao trabalho dela, e com todo o também respeito aos roteiristas e ao trabalho deles, mas se eles pensaram que fazer a Laurel jogar a culpa da morte de Tommy no vigilante seria um movimento inteligente, eles se enganaram. Naquela season finale ridícula, o pai da vaca avisou pra ela que o Glades estava em perigo e mandou ela ficar quieta em casa. Então o que ela fez? Foi para o serviço dela NO GLADES, claro. Aí todo mundo saiu do prédio e a Laurel ficou lá dentro fazendo não sei o quê. Foi então que Tommy entrou para dar uma de super herói e salvar a amada idiota. E todas essas atitudes INTELIGENTÍSSIMAS resultaram na morte dele. Sério que a culpa é do vigilante?

Não odeio Laurel desde a primeira vista. Foi com o tempo que ela foi conquistando meu ódio (e o de grande parte do público). É claro que o fato de ter sido a mocinha-donzela-pobrezinha colaborou para o ódio geral, afinal vê-la se lamentando todo o tempo e fazendo cu doce para Tommy e Oliver era chato pra caralho.

Bom, quando veio a season finale minha antipatia se concretizou. Agora, com essa nova Laurel esnobe com pose de mulher fatal então, nem sei descrever o quanto quero ver essa personagem no meio do inferno. Para o consolo geral da nação, vale lembrar que Lana Lang era a mocinha de Smallville e foi pro saco, e Smallville era da CW. SERÁ QUE VÃO MANDAR LAUREL PRO SACO TAMBÉM?

Eu espero que sim. Especialmente depois da cena dela com Roy e da última cena do 2x02. Adorei ver a madame dizendo que sua justiça se define em encontrar um “bandido” apenas, e que se dane o resto dos “criminosos” da cidade (outros super heróis, incluindo a Canário que fez sua primeira aparição no 2x01). Como pode ser tão tão estúpida? O legal é que ela acha que está abafando por ter um novo chefe que lhe dá o poder de fazer sua caça particular. E, além disso, a Laurel da primeira temporada, por mais xarope que fosse, certamente nunca diria uma nonsense dessas.

A definição de bandido e criminoso da vaca também é a mesma da polícia de Starling City. Interessante notar que, enquanto Ollie estava tomando um bronzeado na ilha, os chineses faziam a festa com os remédios doados pro Glades e a polícia IDIOTA nunca via nada nem fazia nada. Roy sozinho, coitado, mais levava chute na bunda do que qualquer coisa. Mas ainda assim ele conseguia localizar o local do assalto E A POLÍCIA NÃO!

Aí, quando Oliver volta pra cidade, eles passam a conseguir, finalmente, rastrear alguém. Só que eles passam a rastrear o cara que é vigilante e está CONTRA os ladrões de remédio. Ok. O homem do capuz deixou muita gente morta para trás e merece ser caçado. Mas é sério que a polícia vai ficar só atrás dele enquanto o Glades está sendo massacrado? Eles nunca conseguem impedir a porra de um assalto e vão se focar unicamente no cara que está tentando fazer isso? Ah vá.

E a Laurel, BURRA, aparece lá também. Claro.

Enquanto isso, Quentin Lance, que atazanava o Green Arrow na temporada passada, aprendeu a lição dele e quietou o facho (meio que à força porque foi rebaixado). Ele não só reconhece que o vigilante é a única coisa que presta nessa cidade como notou a faceira diferença dele não matar todo mundo como antes. Já dá para tomarem cerveja juntos e trocarem confidências.

Thea, sendo a chefona poderosa da boate, está bem mais madura. E também com menos tempo pra ficar no pé do irmão enchendo o saco pra ele brincar de boneca com ela. Mas como natureza é natureza, ela achou Roy para torrar a paciência. Ainda bem que o menino foi esperto, conseguiu o emprego de “fofoqueiro” do vigilante e enganou a namorada enjoada. E fez isso fazendo uma declaração de amor: sempre vou escolher você. O cara já é meu herói.

Moira, a mamãe arrependida, está na cadeia pagando pelos pecados dela e do desaparecido Malcolm Merlyn. O negócio é que os filhos dela, do lado de fora, estão pagando pelos pecados da mãe também, com a ajuda da infinita burrice da cidade.

Thea sofreu um mini sequestro dos pseudo-heróis que, inteligentemente, queriam castigar a filha da criminosa, exibindo grande atividade atividade cerebral ao acharem que isso se definiria em justiça. Graças aos céus, o irmão herói chegou via Sedex para salvá-la e salvar os sequestradores de ter que ouvir os discursos dela sobre perdão, amor e luz.

O vereador Sebastian Blood (que parece ser um vilão diferente do que aparece no Universo DC) é, no caso, o carrasco burro de Oliver. Ou melhor, nem tão burro assim. Como político, o cara está sabendo aproveitar todas as oportunidades que o descuido do Rainha o dá. Teve a cena na porta do hospital, onde o eufórico vereador crucificou o homem que nada tinha a ver com a miséria do povo, e teve a cena da festa, com ele dando uma de anfitrião e fazendo descaradamente uma auto-promoção às custas de um luxo que, óbvio, ele não pagou.

Contudo, este mérito é do personagem. Na verdade, Blood está sendo espertíssimo e se aproveitando da burrice alheia para se levantar como a salvação enviada por Deus, pelos anjos e querubins. Só espero que ele mesmo não acredite nisso porque...

A salvação enviada por Deus, pelos anjos e querubins é o senhor Oliver Queen, que mesmo sabendo que seria sumariamente apunhalado pelo vereador, foi ao encontro da novinha de cabelo branco. E a coisa não poderia ter sido mais sexy, com direito a muitas cenas de luta e a um projeto de Wolverine nos moldes da CW. EU RI quando vi as próteses de garras de titânio na mão do cara. Ai CW crocrante.

Só achei que Ollie deu bobeira não matando a chinesinha de peruca descolorida. Baby, é claro que ela vai escapar da polícia e vai atrás do seu traseiro lindo. Mas vamos fazer de conta que esta nem é a intenção do roteiro, ok?

Aliás, falando em ele não matá-la, aqueles flashbacks dele na ilha “aprendendo a matar” estão bem chatos. Gente, chega dessa ladainha de “transformação do homem de docinho a selvagem”, né? A gente já sabe que ele passou pelo inferno naquela ilha e aprendeu a ser um BAD ASS lá.

Os flashbacks talvez sirvam para alguma coisa afinal, porque parece que o mistério daquela ilha nunca acaba. Entra episódio e sai episódio e nunca descobrem o tal do mistério. Entra soldado, morre soldado e nunca descobrem o tal mistério. Ok. Provavelmente devem enrolar mais alguns séculos nisso.

Quanto à história de amor entre ele e a filha de seu salvador, nada poderia ser mais dispensável. O que eu estou vendo é que disso vai sair um triângulo amoroso chato pra caralho, e que no final a mocinha deve bater as botas. Afinal, Oliver saiu da ilha sem ela e nem falou o nome da bendita mais. Super necessário o plot Lagoa Azul.

Uma aparição pequena no 1x01, mas que me agradou muito, foi a de Walter Steele. Ainda bem que ele veio para salvar o dia de Oliver das garras de Isabel Rochev, a empresária com cara de bruxa, interpretada pela pé frio Summer Glau. Tô torcendo tanto pra ela quanto pra personagem saírem logo de Arrow e deixarem o bonitão em paz. Já chega de mulher vadia ao redor dele.

Aliás, quem não é vadia e sim linda é Felicity. Show de bola ela toda incentivadora pra cima do chefe e super companheira de Digg. Mesmo com Ollie longe, ela permaneceu na "watchtower" e até incrementou a tecnologia do lugar. Como não amar essa menina?

As frases de duplo sentido dela, claro, são ingredientes indispensáveis que nunca poderão faltar. Porém alguém tem que avisar a moça que a boca fala do que o coração está cheio. Então aqueles tropeços dela dizendo que adora passar as noites com o Rainha é o subconsciente dela mostrando interesse, certo? Ê, Felicity.

Ah, e só pra não dizer que não falei, estou adorando a birra dela em não levar café para o homem do qual agora é secretária. Imagina se formar no IMT e ser promovida a secretária? Bata o pé mesmo, Fê! (Se bem que na hora que ele apareceu machucadinho ela cedeu e levou um copinho de água...).

Não posso deixar de citar Oliver como presidente da Queen Consolidated. Tirando o fato de que ele se graduou em fugir da escola, vê-lo de terno praticamente o tempo todo é uma visão DIVINA. E mais divino ainda é rir do quanto ele trabalha, sempre entre conversas camaradas com a secretária reclamona e o motorista negro, e as aventuras como vigilante. Logo logo a Queen Consolidated fale.

Se ele de terno é visão divina, sem terno nem nada é mais ainda. A CW não é boboca e sabe disso, daí a primeira cena dele no 2x01 foi... sem camisa. Um deleite. Eu, de bobeira, fui ver o 2x02 na sala de aula e as meninas atrás de mim não conseguiram se concentrar no professor. E nem se quisessem conseguiriam.

Apesar do roteiro burro, especialmente quando se trata de Laurel, Arrow ainda é um charme. Talvez seja porque eu goste do gênero e tal, mas isso não quer dizer que eu esteja pronta pra tolerar qualquer coisa. Na primeira temporada eu larguei ela pelos meios porque não suportava mais os mimimis de Laurel e Thea. Era o tempo todo aquele maldito triângulo amoroso e Thea fazendo birra pra chamar a atenção. Sejamos sinceros, Arrow tem um universo inteiro para explorar. Ninguém está interessado no enjoo dessas meninas.

Então, espero que o público fique mais cheio ainda da cara da Laurel e a CW suma com ela. Não shippo Felicity e Ollie. Os dois estão mais pra irmãos que parceiros de cama. Assim, espero que uma terceira mulher entre na história para fazer par romântico com o Rainha. E quanto a Sebastian Blood, penso que ele será o vilão da temporada. Logo, desejo de todo o coração que ele tenha mais SUBSTÂNCIA que Malcolm, que queria destruir um planeta por causa de um único habitante. Vamos ter motivos mais plausíveis, né? Blood já odeia Ollie por acreditar que a família Queen é responsável pela destruição do Glades. Até aí tudo bem. Mas não custa nada incrementar mais um pouquinho, certo? Não custa nada.

P.S.: Diggle, se você não citasse sua ex namorada, ninguém nem perguntaria por ela.

P.S.2: É impressão minha ou literalmente esticaram a cara da Laurel verticalmente? Tá muito estranho isso.

P.S.3: Abandonaram a listinha do pai de Oliver. Ainda bem que não inventaram que a lista era infinita!

O melhor: Os diálogos entre Oliver, Diggle e Felicity. Maravilhosos alívios cômicos.
O pior: Laurel. Laurel. Laurel.
Melhor quote: Crucificação tem uma reputação tão ruim. Os romanos a usavam para punir pessoas que agiam contra o bem público [Sebastian Blood dando indícios de sua verdadeira natureza?]
Nota para City of Bones: 7,0
Nota para Identity: 6,8

No universo da DC Comics:


Bronze Tiger ou Tigre de Bronze (Ben Turner) é um anti-herói do Universo DC. Ele é um artista marcial que surgiu em Punhos do Dragão (Dragon's Fists), um romance de Dennis O'Neil e Jim Berry, estrelado por Richard Dragon. Sua primeira aparição na DC Comics foi em Richard Dragon, Kung Fu Fighter #1 (Maio de 1975). Para saber mais, visita a página do personagem na Wikipédia.


Sebastian Blood (Brother Blood) é o líder da igreja Church of Blood, e tem maneiras de se reencarnar após a morte. Ele é capaz de roubar poderes "vampiramente". Ele lidera um culto de seguidores devotos, que parecem ser indivíduos sem mente e sem pele. Dentre os poderes dele está a hipnose, a cura, a super força. Para saber mais, visite a Wiki do personagem (em inglês).
Reações: 

Relacionados

Review 1633859823721844733

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item