inspiration2

Fall Season 2013 - Primeiras impressões de Sleepy Hollow, Dads, Brooklyn Nine-Nine

Aproveitando o modelo de "Rapidinhas" que comecei aqui em abril deste ano, vou comentar as primeiras impressões das estreias ...


Aproveitando o modelo de "Rapidinhas" que comecei aqui em abril deste ano, vou comentar as primeiras impressões das estreias da Fall 2013 no maior estilo vapt-vupt. Darei ênfase aos detalhes que mais chamaram minha chamou atenção. Vou listar também os episódios que vi antes de cada texto para evitar que você receba um spoiler indesejado. Então é isto. Vamos ao que interessa.


Sleepy Hollow (Fox)

Episódios vistos: 1x01 e 1x02
Criada por: Alex Kurtzman, Roberto Orci, Phillip Iscove, Len Wiseman
Estreia: 16 de setembro de 2013
Previsão antes do piloto | Nota: 5,0

Engraçado que aquela que parecia a mais ridícula e sem lógica é a que tem recebido mais elogios. A audiência começou por volta de 10 milhões e só caiu para a casa dos 7 milhões. Já vi gente por aí dizendo que Sleepy é a melhor estreia até o momento... mas, terei que dizer que não vi isso tudo nela.

Não acho que a série seja ruim, só acho que não seja para mim. Vi os dois primeiros episódios e não me empolguei muito, talvez porque Supernatural já preencha minha cota de sobrenaturalidade. Mas, tendo em vista que a Fox já renovou a novata para a 2ª temporada, não vou dizer que nunca volto a ver Sleepy Hollow. Vai que ela fica incrivelmente maravilhosa?

História/Enredo: Inicialmente me pareceu fraco aquele lance do homem sem cabeça, mas logo percebi que a série vai incrementar novos elementos em sua mitologia a cada episódio. Além do mais, vi que eles vão envolver a cidade toda no mistério, e acredito que isso pode ser fonte quase inesgotável de surpresas.

Elenco/Personagens: No geral não achei nenhum ator ruim, mas o protagonista, Tom Mison, pode ficar mais um tantinho à vontade no papel. Isso com o tempo ele resolve, se não já resolveu. Nicole Beharie está um pouco irritante no papel de Abbie, e eu pelo menos estranharei se ela e Ichabod Crane (um nome puta esquisito) tiverem de ser par romântico. Os dois estão mais para coleguinhas de aventura.

Ficou meio estranho: Aquele lance da mulher do Ichabod Crane aparecer para ele nos sonhos toda hora. Mas ela é bruxa e a série é um drama de fantasia e mistério. Não tem muito como fugir do estranho, não.

O que penso do futuro de Sleepy Hollow: Não só acho que vai dar certo, como acho que já deu certo. A série não é lá grande coisa, e não arrancou elogios fantásticos da crítica. Mas pelo visto está entretendo a galera e é isso o que importa. Né não, Fox?


Dads (Fox)

Episódios vistos: 1x01
Criada por: Alec Sulkin e Wellesley Wild. Produzida por Seth MacFarlane.
Estreia: 17 de setembro de 2013
Previsão antes do piloto | Nota: 3,0


Realmente achei que Dads seria uma das boas, mas, como sempre, a Fall Season pregou novamente a peça do "não importa qual o nome que está à frente, isso não significa que a coisa vai prestar". Pois então. APESAR de Seth MacFarlane, e da fonte do título no poster ser descaradamente copiada de Ted (este sim um sucesso), esta comédia flopou. Não tem graça, não tem história, não tem futuro. Vi apenas o piloto e ele já foi suficiente para me provar que nada ali vale à pena. Quanto à audiência, Dads estreou com 5,76 milhões e no 2º episódio já caiu para a casa dos 3.

História/Enredo: Nem dá para dizer que tem, mas a relação dos protagonistas (melhores amigos que têm um negócio) me lembrou de Partners também. O resto -- filhos que não suportam os pais velhos -- é muito pouco para segurar uma série.

Elenco/Personagens: Giovanni Ribisi vem de Friends e é bom ator. Seth Green vem de uma longa carreira no cinema, na TV e até nos video games, e não deixa a desejar. Os atores que fazem os pais, Peter RiegertMartin Mull, também são bons em seus trabalhos. Seus personagens são chatos, porém o são a mando do roteiro. Pena que esta penca de bons atores não seja o suficiente para manter a coisa interessante.

Ficou meio estranho: A coisa toda não ter dado certo. Com tantos ingredientes bons, foi decepcionante ver a comédia ser um flopão sem graça.

O que penso do futuro de Dads: Não vai ter. Ou vai ficar boa por milagre. E se a Fox resolver renovar, boa sorte pra ela.


Brooklyn Nine-Nine (Fox)

Episódios vistos: 1x01, 1x02, 1x03, 1x04, 1x05
Criada por: Dan Goor e Michael Schur
Estreia: 17 de setembro de 2013
Previsão antes do piloto | Nota: 7,0


Pelos episódios vistos já dá para perceber que eu vou acompanhar a série. Brooklyn Nine-Nine é, até o momento, a única série que definitivamente permanecerá na minha watchlist. Só não posso "me envolver" muito porque ela estreou com 6 milhões de telespectadores, e no 5º episódio está com apenas metade disso. O bom, porém, é que a crítica (tanto de especialistas quanto do público) tem sido positiva. Então, espero que isso seja um ponto positivo a mais para a renovação.

História/Enredo: O mais interessante de Brooklyn é que ela É UM procedural policial, mas NÃO É MAIS UM procedural policial. O fato de transformarem tudo em comédia tornou a coisa gostosa de assistir e nem de longe a monotomia de um caso por episódio atinge o telespectador. As tiradas são muito boas, as palhaçadas fazem rir. Não é uma comédia genial, mas é a única sacada "fresca" no meio do marasmo de séries ruins e comédias flopantes.

Elenco/Personagens: Sabe quando você olha o elenco de uma série e pensa que todos são amigos de longa data na vida real? Pois é. Todos os atores se encaixaram muito bem em seus papéis, parece até que foram feitos justamente para eles. Eu já sou fã do Andy Samberg há muito tempo por causa de The Lonely Island, e também não posso deixar de citar sua excelente participação no Saturday Night Live de 2005 a 2012. Como o detetive Jake Peralta não poderia ser diferente: ele está se saindo MUITO bem. Sem dúvida o estilo do personagem tem tudo a ver com o estilo sarcástico e rebelde do ator. E, como falei do resto do elenco no início, a boa atuação deles acaba completando a de Andy. E Andre Braugher , como o capitão durão-e-gay está muitíssimo melhor do que eu pensava. Com aquela cara imutável e com aquela roupa que ele roubou pegou emprestada do set de Last Resort, nem pagando eu pensava que ele mandaria tão bem.

Ficou muito legal: A química entre o Ray e CADA um dos seus subordinados. Cada vez que um deles entra na sala é uma história a parte. E o monstrengo Terry Crews fazendo o molengo Terry Jeffords ficou mais que demais. Ah se Rochelle visse ele gritando que nem menininha de 8 anos!

O que penso do futuro de Brooklyn Nine-Nine: Estou contando os dias para a renovação dela. Com muita fé e de dedos cruzados. Quanto à qualidade, se os roteiristas continuarem fazendo piadas boas e engraçadas e desenvolvendo os personagens, está tudo certo.

P.S.: Já shippo Boyle com Diaz, CLARO.

ATENÇÃO | Você aí não sabe o que é The Lonely Island? Não me mate de vergonha e corre já pro Youtube! Pode começar pela finíssima I Just Had Sex e pela normalíssima GO KINDERGARTEN. Anda, anda!
Reações: 

Relacionados

Sleepy Hollow 8315714602067729052

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (0) Comentários via DISQUS

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item