inspiration2

Sons of Anarchy - 6ª Temporada

Ousadia em tempos de covardia.


Ousadia em tempos de covardia.

A televisão americana está passando por uma fase esquisita. Se há 9 anos tínhamos séries como Sopranos e Lost no ar, hoje estamos vivendo uma fase de spin-offs baratos e plots "originais" ridículos. Está difícil. A criatividade e a ousadia fugiram da TV como o diabo foge da cruz. Claro, existem algumas exceções como Breaking Bad e outras menos reconhecidas, mas sã muito poucas quando comparadas ao mar de coisa ruim que domina o mundo televisivo.

Sons of Anarchy tem sobrevivido a tudo isso. Mesmo estando já no seu sexto ano de existência, ela não perdeu o fôlego. Sim, a série já teve seus momentos de tropeço, porém ainda assim ela estava infinitamente superior à maioria do resto. Na 6ª temporada, uma frase resume seu drama e sua trama: ousadia em tempos de covardia. É isso o que Kurt Sutter tem mostrado no comando de SOA, e é isso o que vemos nos contrastes da evolução de cada personagem.

Tara foi o maior exemplo da tal ousadia. Em frente ao não cumprimento das promessas de Jax, ou do que pode ser entendido como a covardia dele, ela se viu no dilema de, ou morrer esperando por ele, ou morrer fugindo dele. Como mãe, estava visível que ela não tinha outra escolha a não ser fugir daquele mundo para salvar seus filhos.

Entendi cada atitude absurda da personagem. Ao mesmo tempo em que ela se tornava uma "Gemma", ao fingir uma gravidez e um aborto forçado, ela se tornava uma Tara forte por querer enfrentar deus e o mundo. Porque até este momento em que ela lutava com essas armas escusas, parecia que não havia outro destino senão a morte caso Jax a descobrisse. E Gemma, como não poderia deixar de ser, não se cansava de repetir o quanto seu filho era terrível e impiedoso, e de como ele seria cruel com a esposa por tudo isso.

Quando eu vi a reação de Jax ao abandono de Tara, por exemplo, quase foi isso que eu pensei. Eu não conseguia imaginar Jax machucando Tara, seu grande amor desde a adolescência. Mas também, quando eu olhava para o quão violento ele havia se tornado, ficava com dúvidas. E acabou que, no final, aquela reação era muito mais dor por ter sido abandonado do que uma reação puramente violenta. Era muito mais a decepção de ter fracassado como marido e pai do que o líder de SAMCRO pronto pra passar o trator em cima da esposa.

Nesse mesmo ritmo, a conversa que a promotora Tyne Patterson teve com ele na Season Finale foi fundamental. Jax, por mais apaixonado que fosse por Tara, parece que não tinha sua mente formada até aquele momento. Era muita ideia puxando ele para todo lado, e por mais inteligente que ele seja, suas estruturas já estavam bem abaladas (ele perdeu Opie e agora tinha perdido a mulher). Tyne dizer "faça por onde merecer seu lugar como marido e pai" foi uma das melhores coisas da temporada. Se ele fosse lidar com Tara como presidente de SAMCRO, a gente sabe que tudo teria sido bem diferente.

Mas nem adiantou ele fazer por merecer seu lugar, né. A ironia do destino, ou melhor, de Kurt Sutter, é a mais refinada possível.

A "poesia" da morte de Tara foi suprema. Ela morreu pelas mãos daquela que ela se tornaria caso continuasse vivendo ali em Charming. Ela morreu na cozinha de sua casa, justamente quando ela estava livre para sair de lá para onde quisesse. Ela não teve a chance de falar justamente quando podia falar. Ela conseguiu sair de Charming uma vez, voltou para lá porque quis... mas a sorte não bate duas vezes na mesma porta.

A poesia não para por aí. Com esta morte, Gemma chega ao seu segundo assassinato "em família". As duas ocorreram porque suas vítimas eram "elos vulneráveis" para o seu mundo perfeito da criminalidade. Quem tentar sair dele ou livrar seus entes queridos dele, está condenado a passar pelas mãos dela.

Achei no mínimo interessante o fato de ela confessar para Nero sobra a verdade da morte de John. Só pode ser amor verdadeiro o que a mulher sente pelo namorado, porque nunca imaginei Gemma admitindo desse jeito o assassinato do pai de seu filho. E me escandalizei mais ainda por ver Nero guardar o segredo. Sim, estava óbvio para todos que ele é louco por Gemma no momento em que ele assumiu ser a fonte da arma do tiroteio na escola, mas deste ponto até a confissão dela, muita coisa nova já tinha acontecido.

Aliás, Nero tem se revelado cada vez mais como peça fundamental. Não bastasse estar disposto a se sacrificar por SAMCRO (entenda-se Gemma), e estar disposto a guardar o segredo dela, ele agora é cúmplice da morte de Clay, saiu às claras com Jax, e parece estar mais do que duvidoso quanto à sair da criminalidade. Querer ele quer. Mas por causa da amada e da iminência da guerra entre os Sons e os Mayans (e mais uma cambada), dá pra ver que ele acabará sacrificando seu passe para a liberdade.

Outra coisa a destacar é a sua crescente função "paternal". Ele está sempre aconselhando Jax, até mesmo quando era pra estar esbravejando com este. Veja, por exemplo, quando eles conversaram sobre Jax ter mandado matar a mãe do menino atirador. Nero estava decepcionado o suficiente para se atracar de novo com o rei, mas ele apenas frisou que o drama de Tara era o carma se voltando contra o monstro sanguinário, e não poderia estar mais certo. A inocente, de fato, morreu novamente em nome da liberdade dos não inocentes.

Olha só como o poster da 6ª temporada indicava tanto como ela seria
A sexta temporada parece ter sido, ao meu ver, a mais sangrenta até aqui. Seja pelo conflito com o IRA, seja pelo conflito com os chineses ou qualquer outro motivo, SAMCRO, especialmente Jax, sempre aparecia matando. Isso é algo completamente plausível no roteiro, embora às vezes pareça exagero. Jax se tornou exatamente o monstro que odiava: Clay. Quanto mais Jax evoluiu, mais sangue jorrou. Lembram do tempo em que ele combatia tudo com sua inteligência? Pois é. Ele evoluiu para aquilo que tanto lutou contra, chegando ao ponto de mandar matar mães inocentes, assim como o padastro foi responsável pela morte da esposa de Opie.

E o rei achava que se abnegar de sua liberdade seria a sua redenção. Todo o destaque deve ser dado à ele admitindo que 25 anos na cadeia era mesmo o seu "destino". Que ironia. A liberdade do clube e de sua família existiriam, por ordem do destino, apenas se ele renunciasse à dele?

NÃO TENHO A MÍNIMA IDEIA DO QUE VIRÁ A SEGUIR. Jax vai descobrir sobre a bruxa que é sua mãe. Mas, e daí? Ele irá matá-la? Sua própria mãe? E os filhos dele? E Wendy, como se encaixará na história a partir de então? E Unser, quando juntará as peças do quebra-cabeça resultante de sua fofoca? E Juice, até quando vai sobreviver e como ele irá se relacionar com Gemma? E o clube, como viverá sob a nova bandeira da "paz" e sob o comando de Chibs e Bob (que foi outro exemplo de evolução, passando a concordar com a morte de Clay)? Eles realmente vão seguir o que pediu Jax?

Eu imagino (e isso é apenas especulação) que a moça que agora trabalha para os Sons, (a que queria se vingar deles pela morte da mãe e acabou sendo ajudada por Jax), ainda terá maior importância na trama. Quem sabe ela será o novo par romântico de Jax. Além disso, tem a mulher de rua que apareceu logo depois que Juice jogou as provas do crime do lixo. Não é a primeira vez que essa mulher apareceu e, ao que tudo indica, ela é a mãe da mesma moça que já citamos. Se isso for verdade, ela também presenciou a morte de John Teller (ela é tida como a outra vítima do acidente). Ou seja, ela é prova dos dois crimes que mais afetaram e afetarão Jax.

Se ela for a responsável por trazer a verdade à tona, será tão irônico quanto poético... mais uma vez. Vale lembrar que em Hamlet, obra shakesperiana que é inspiração de SOA, foi o fantasma do pai de Hamlet que revelou ao filho todas as verdades. Quem sabe em Sons of Anarchy a mulher que deveria estar morta não será o fantasma de Jax?

A 7ª temporada está marcada para ser a última, e é isto o que eu mais espero. Kurt já andou falando por aí que SOA tem história pra mais anos, mas eu espero que não. Tanto porque sete anos já é um tempo suficiente para contar a história, como porque ver Jax sem Tara por mais de uma temporada não dá. Simplesmente não dá. Está certo que a morte dela fez sentido e seria incongruente se ela sobrevivesse. Mas mais de um ano de SOA sem Tara... Não.

Não posso terminar essa review sem citar a cena da reconciliação de Jax e Tara. Foi a coisa mais LINDA de toda a série. Aquela sensação dela de que ELE iria machucá-la, expressada em sua falta de voz e fôlego, em suas lágrimas... aquilo foi de matar. E Jax, em seguida, provando não ser o monstro que ela pensou, mas o homem que ela tanto quis... foi de matar. Que cena brilhante, que momento perfeito e único para a história de amor dos dois. E que atuação de Maggie Siff e Charlie Hunnam. Impecável.

O nível de crueldade de Kurt Sutter pode até ser imensurável, mas é fato que ele não deixa pedra sobre pedra. Sons of Anarchy é sobre a evolução de Jax e sobre todos os demônios que ele enfrentará em seu caminho. Faz jus à quem ele é e ao meio em que ele vive a morte de Tara. Ela era sua última esperança e foi brutalmente massacrada, assim como a ave branca no começo da Season Finale. É como se fosse o curso natural das coisas... ainda que para mostrar isso nossos corações de fã tenham sido arrancados pra fora.

Mas isso é Sons of Anarchy. É, acima de tudo, ousadia. Sempre foi. E se a gente observar com atenção sua fonte de inspiração, logo sabemos que ela nunca será afável, e que seus destinos sempre serão cruéis. E que o que a gente viu até aqui pode ficar muito, mais muito pior.

P.S.1: Essa pose de Jax IMEDIATAMENTE me lembrou de O Poderoso Chefão (The Godfather). Sem contar que em várias ocasiões ele foi chamado de "Godfather" durante a temporada:



P.S.2: Baby Blue, da banda Badfinger, que foi o tema da Series Finale de Breaking Bad, também se encaixaria perfeitamente no terrível final desta 6ª temporada.

O melhor: A reconciliação entre Jax e Tara.
O pior: A gente ter achado que tudo terminaria bem e BOOM! Levamos uma bomba na cara.
Melhor quote: This is me. Owning my place.
Nota: 10
Reações: 

Relacionados

Sons of Anarchy 6ª Temporada 8893142109118662296

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (8) Comentários via DISQUS

  1. texto fodamente ótimo! parabéns! de verdade mesmo :)

    ResponderExcluir
  2. Texto excelente, Arlane! Gostei particularmente do parágrafo sobre a poesia da morte da Tara e da questão do possível "fantasma" que será importante na história. Faz muito sentido!
    Bela análise da temporada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Israel!
      Se tem sua aprovação é porque está bom mesmo :shy:

      Além dessa opção do "fantasma", tem também as cartas de John pra amante. Estou doida pra elas aparecerem. Bem que a Tara podia ter deixado pra alguém entregar pra ele caso algo acontecesse com ela (minha imaginação não para rs).

      Beijos e bom final de semana!

      Excluir
  3. Você tem um texto muito bom, Arlane, meus parabéns. Quando a série, o único reparo a ela que eu faria seria o nome da série, "Os desalmados" cairia muito bem. Só não entendo mesmo, as sequências de esnobação feitas pelos EMIs e Globos de ouros da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Que bom que você gostou, Lee. Obrigada pelo elogio!
      "Os Desalmados" realmente cairia muito bem para SOA, alguém tem que sugerir isso para o Kurt pelo menos para subtítulo :smile:
      As premiações ignorarem a série é um troço que ninguém nunca vai entender. E olha que ano que vem já é a última temporada, hein.

      Abraços e valeu pelo comentário :shy:

      Excluir
    2. Se há 9 anos tínhamos séries como Sopranos e Lost no ar, hoje estamos vivendo uma fase de spin-offs baratos e plots "originais" ridículos. Está difícil. A criatividade e a ousadia fugiram da TV como o diabo foge da cruz. Claro, existem algumas exceções como Breaking Bad. Só pode estar de brincadeira comigo. Eu só queria entender essa mediocridade de babar tanto ovo de Breaking Bad ... PORRA Brbad copia muita coisa da melhor série de todos os tempos "The Wire" quando eu vejo Gustavo "Gus" Fring de Breaking Bad eu vejo uma copia descarada do Brother Mouzone da série The Wire.
      Breaking Bad é bom, sim, mas The Wire é muito melhor !!!

      Excluir
  4. Nossa, a melhor crítica até agora ! Estou indo para a 7 temporada e admito que entre todas as séries que ja assisti, Tara e Jax maltrataram meu coração. Toda vez que vou assistir um episodio respiro fundo , pois meu coração doi, sem exageros.

    ResponderExcluir

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item