inspiration2

Top 10 sintomas que provam que você é um Shipper

O dicionário Aurélio nos entrega a seguinte definição:



O dicionário Aurélio nos entrega a seguinte definição:

shippar

Significado de Shippar

V.i. Ato de torcer incondicionalmente para que um casal, ficcional ou não, possível ou impossível, fique junto. A torcida passa por cima de tudo e de todos, incluindo brigas seríssimas no Twitter e no Facebook, e sonhos arrebatadores com cenas proibidas para menores que provavelmente só acontecerão na sua cabeça. 


Todo seriador de garra sabe o que significa o termo e o usa imoderadamente, mesmo que depois fique com cara de planta quando a outra pessoa da conversa não entende dessa palavra estranha.


Mas há uma diferença entre saber o que é um “shipper” e realmente ser um. Se você é um shipper, acredite, você sabe que é; e sabe também que não tem volta. Once a shipper, always a shipper.

Mas, caso você ainda não tenha certeza sobre o verdadeiro estado de sua sanidade mental, compilamos os sintomas que podem indicar que você é um shipper. Se o distúrbio for constatado em fase inicial, talvez exista uma forma de tratamento ou cura (mentira, só vai piorar). Caso você se identifique com mais da metade dos sintomas... BENVINDO AO CLUBE!

Antes de começar a leitura, dê o play na trilha sonora:

1. Você defende seu ship com unhas e dentes

Todo bom shipper já se envolveu em alguma briga no fandom de sua série favorita por causa de seu ship. Para um shipper devoto, a melhor série é aquela que tem inúmeras possibilidades de ships, mesmo que seja um único personagem com vários pares. Neste caso particular, o fandom se divide e, muitas vezes, saem na porrada cibernética.

Acredito que, dentre as séries do momento, este fato tem acontecido mais intensamente entre os fãs de Once Upon a Time. Série delicinha de se viver (leiam o Guest Post da Paula Martins), é feita especialmente para os fãs. E, justamente por isso, eles (ou melhor, nós) se envolvem intensamente na trama. Emma, a personagem mais shippável da história das séries, causa muita briga entre os fãs que, desde o início, arrumam pares românticos para a coitada que sempre acaba sozinha.

O primeiro morreu, o segundo ficou improvável por ter se tornado criança e, consequentemente, ameaçando Emma de se tornar uma pedófila. Mas, então, a série deu uma virada e dois possíveis pretendentes surgiram: Neal/Baelfire e Hook, e os dois dividem boa parte do fandom. Mas o ship que provavelmente tem o maior número de devotos dentre os Oncers é um que vem desde a primeira temporada e que tem causado inúmeras brigas (inclusive entre a equipe de produção, como visto semana passada no Twitter): Emma e Regina.


E não adianta dizer que Emma e Regina são hétero e que não faz sentido shippar as duas. Não se manda em coração de shipper e o nosso ship sempre, eu disse SEMPRE, é o que tem mais lógica e mais probabilidade de acontecer. Na empolgação de defender nosso ship com unhas e dentes, acabamos ofendendo o ship alheio.

...  E aí é que a briga fica feia mesmo.

Rizzles
Once Upon a Time é recheadinha de ships inusitados, cujos shippers defendem com garra. Belle e Ruby foi muito defendido, apesar de Ruby ter saído da série e de Belle estar envolvida com Rumpelstiltskin. Mas, quando todo mundo achava que chegava de ships estranhos... BOOM! Mulan nos revela estar apaixonada pela princesa Aurora. Apesar dela não ter tido coragem de se declarar à sua amada, deu uma esperança aos shippers da série que viram que não há limites quando se trata de "combinações" na Floresta Encantada. Outro exemplo bastante comum é na série Rizzoli & Isles, onde os fãs shippam Jane e Maura e ai de quem disser que não faz sentido! O mesmo pode ser dito de quem shippa Sherlock e Watson, na série inglesa Sherlock.



2. Você age como se um zumbi tivesse comido seu cérebro

A segunda característica vem acompanhando a primeira. É durante essas brigas de shippers que ficamos irracionais. Xingamos a mãe, o pai, e mais quatro gerações de fãs que, assim como nós, amam e curtem as mesmas séries e só têm uma opinião diferente da nossa. Mas ship é ship e lutamos por ele até o fim. Chegamos a mandar tweet para os atores e, caso eles discordem, tá armada a confusão. E não nos venha alguém que não curte séries dizer que são apenas personagens fictícios e que estamos fazendo muito alarde por nada! Eles são tão reais quanto a pilha de vasilha que está na pia nos esperando e nada que ninguém disser vai mudar a nossa mente. Inclusive, O MEU SHIP É MELHOR DO QUE O SEU E NADA VAI MUDAR ESSA REALIDADE.



3. Você mistura realidade com ficção

Quem shippa, shippa pesado, e esta característica faz parte da irracionalidade que tratamos anteriormente. Chega uma hora do ato de shippar que começamos a confundir a ficção com a realidade e a coisa sai do nosso controle. A alma e o coração de um shipper não lhe pertence e, por isso, eles assumem vontade própria e começam a shippar até gente casada.


É praticamente inevitável quando o ship bate forte na nossa alma a gente shippar os atores que dão vida ao nosso casal querido. E muitos atores tornam isso extremamente difícil, como é o caso de Zachary Levi e Yvonne Strahovski, que interpretaram Chuck e Sarah na já finalizada Chuck, e que, mesmo depois do fim da série, continuam aparecendo juntos.

Parem com a safadeza, por favor.

Reação do pobre shipper:


4. Você só acha que a série presta se ela tiver um (milhão) ship (de ships)

A série estreia e você vai assistir ao episódio piloto e... cadê? Às vezes um shipper fanático não consegue se ligar a uma série a menos que ela tenha um ship forte. Muitos conseguem, mas o plot tem que ser extremamente bom para nos segurar em uma série por várias temporadas sem ter a alegria (e a dor) de shippar intensamente quem quer que seja. Muitas vezes nos vemos fuçando nos confins dos figurantes para encontrar um ship. Infelizmente, nem sempre saímos vitoriosos.

Minha lógica > universo

5. Você começa a inventar histórias para seus ships

As fanfics são absolutamente indispensáveis para um shipper, pois nos dão a possibilidade de ver aquela cena que os produtores das séries se recusam a nos conceder. Porque a gente sempre fica viajando mentalmente e sonhando acordado com aquela cena que seria ideal para o nosso ship que se encontra brigado fazer as pazes, ou aquele romance que se recusa a acontecer finalmente se tornar canon. Ler e escrever fanfics nos dão a possibilidade de brincar de Deus e fazer acontecer o que a gente bem entender com nosso ship, jogando na cara dos produtores que não precisamos deles para sermos felizes... Mas a verdade é que precisamos sim; porque, por mais que uma fanfic acalente nosso coração agoniado durante um hiato, é na série que esperamos ver tudo aquilo acontecer.

Porque pra sonhar não paga nada

6. Você shippa com trilha sonora

A música tem dois aspectos em um ship. O primeiro é aquela música que tocou quando o seu ship finalmente se tornou canon, e que toda vez que você a escuta o mundo é lindo e cheio de marshmellow e as nuvens do céu são feitas de algodão doce e nada dói e tudo é lindo. O segundo aspecto é o imaginário, e vem de mãos dadas com a fanfic. Este último caso ganha vida quando estamos ouvindo uma música muito linda e romântica e, quando percebemos, já bolamos toda uma cena para o nosso ship usando aquela música como trilha sonora. Sim, porque, se você é um shipper intenso, o seu ship nunca abandona a sua mente, e escolhe esses momentos de vulnerabilidade emocional para dar as caras.

Shippar com música é mais gostoso

7. Você NUNCA abandona seu ship


Um dos dois já se envolveu com outro personagem, já casou, reproduziu, jurou amor eterno... mas você NÃO DESISTE. Não desiste simplesmente porque nada no universo faz sentido a menos que o seu ship esteja junto.

Não é, Delenas e Stelenas?
Se não vai ser meu, não vai ser de mais ninguém.

No mundo de um shipper intenso uma coisa sempre se liga à outra. Logo, esta frase psicopata é dita por todos aqueles cujo ship passa por esta fase. O casal está separado e nós não desistimos; isto é um fato concreto. Mas nós também não vamos descansar enquanto o “terceiro elemento” dessa equação mal formada não estiver fora do jogo. Quando a gente encasqueta que determinado casal pertencem um ao outro, não há personagem nenhum na face da Terra que os fará feliz. Não gostamos de ver nenhum terceiro se intrometendo no nosso ship. Qual o fã de Friends que não se lembra do ódio imenso sentido por Emily ou por Mona, duas namoradas do Ross, e como não se regozijar com o término de ambos relacionamos? Inclusive, o prazer do shipper de Ross e Rachel foi ainda maior quando o motivo do fim de ambos os relacionamos do Ross foi justamente a Rachel. E qual fã de Castle não detestava o motoqueiro super gato e gente boa, mas que para nós era horroroso e perverso porque namorava a Beckett num momento em que tudo indicava que Castle finalmente conseguiria a atenção de sua amada?



8. Você já é super íntimo das fases do luto

Perder um ship é uma dor incomensurável na alma de um seriador; e só se compara ao cancelamento prematuro de uma série querida. Desta forma, a gente sofre pacas e passa (sempre) pelas cinco fases do luto.


Fase 1 – Negação: “Comassim eles terminaram?! Não! De maneira alguma! Sei que isso deve ser só um episódio especial que se passa nos sonhos de alguém e esse alguém vai acordar e nada disso terá acontecido!”

Fase 2 – Raiva: “Mas que $%&*@#! Isso não podia ter acontecido! Logo agora que tudo estava indo bem pro meu ship!”

Fase 3 – Negociação: “E se ele voltar atrás e pedir desculpas? Aposto que ela o aceitaria de volta! Sim! É isso o que vai acontecer. Isso é o que TEM QUE acontecer.”

Fase 4 – Depressão: geralmente vem acompanhada de uma severa crise de choro em posição fetal em algum cômodo escuro seguida pelas palavras “Por quê, meu Deus?!”

Fase 5 – Aceitação: Não! Essa fase nunca existe para um shipper!

A verdade é que algumas vezes os shippers abandonam uma série quando não veem volta para um ship que acabou. Estou tentando me manter neutra neste post, mas devo revelar para vocês um momento doloroso da minha vida de shipper: abandonei House depois que Chase e Cameron terminaram, e Cameron saiu da série. Pra mim não fazia mais sentido viver naquele mundo sem meu ship precioso (ship, inclusive, agravado pelo fato dos atores também terem terminado o noivado durante a série).

Jennifer Morrison e Jesse Spencer: quando a dor de
um ship quebrado ultrapassa as barreiras do fictício
Atores que se separam também acabam com o coração de um shipper. Eles começam a aparecer juntos em eventos e a gente fica toda empolgada, e aí anunciam que estão juntos, e se casam, e reproduzem e de repente se separam sem nem pensarem na dor que estão nos causando, como se a gente estivesse aqui à disposição deles para eles poderem amar e terminar quando bem entenderem. Como se a vida fosse deles!

As cinco fases do luto também podem (e devem!) ser usadas quando um ship acaba por motivo de morte de um deles. A gente fica meio coisado durante algumas semanas quando uma coisa dessas acontece e nunca mais quer ver o que ficou vivo com mais ninguém. Quando ele consegue superar a perda cedo demais, a gente já fica revoltado porque ainda não deu tempo de esquecer e isso é traição e devia ser condenado.

Khal e Khaleesi forever
Quem consegue superar?

9. Você dá nome ao seu ship

Não dá pra shippar sem dar nomes. Geralmente, o nome de um ship acontece com a junção dos nomes dos dois componentes do casal:

Casckett = Castle + Beckett
Rizzles = Rizzoli + Isles
MerDer = Meredith + Derek
Polivia = Peter + Olivia
Mikita = Mike + Nikita
Willicia = Will + Alicia

Mas às vezes também pode ser com o título que o personagem carrega, como no caso de alguns ships de Once Upon a Time: SwanQueen, CaptainSwan.

O ship mais difícil de encontrar um nome shippável. Peeniss? Katpee?

10. Você vive em dor e só em dor


A dor que um ship causa não é algo que dê pra passar com um analgésico. Também não dá pra parar, como a maioria da humanidade pensa, de assistir à série e simplesmente esquecer aquele ship amado. A gente vê isso quando uma série acaba e continuamos shippando. (Peter e Olivia? Sarah e Chuck?)

A dor é uma característica que a gente vê em dois aspectos. O primeiro deles é um ship que dói e que nos faz sofrer, não só porque os personagens sofrem quando estão longe um do outro, como a gente sofre por não conseguir ver saída para os dois serem felizes. Este é o caso de quem assiste Homeland e shippa incondicionalmente Carrie e Brody.

É pra sofrer que eu nasci
O segundo aspecto é um sofrimento mais interno do shipper que não consegue se decidir e fica todo dividido. É o caso de quem assiste Scandal, onde os personagens têm dupla (ou décupla) face e que a gente nunca sabe se torce para ficarem juntos ou se torce para se matarem.

Shippar ou não shippar, eis a questão

Você certamente leu este texto balançando a cabeça em sinal afirmativo a cada item. Sinto lhe informar, caro colega seriador, mas você já é um caso perdido. Junte-se ao grupo dos Shippers Anônimos e nos conte suas dores e alegrias.

Gostaria de dizer também que, se você se identificou com menos da metade dos sintomas, como já dito antes, talvez ainda tenha salvação (mas não fique com muitas esperanças, amigo). No entanto, shippar é uma arte, é um dom e, portanto, não se joga fora uma dádiva como esta. É sofrível? É. É doído? É. Dá vontade de morrer? Dá. E dá também vontade de matar. Mas é uma dor boa e, como todo bom seriador, o shipper é um exímio masoquista. O ship é uma dor que a gente gosta de sentir.

E nunca, eu disse NUNCA sinta-se envergonhado do seu ship, por mais que as pessoas tentem fazê-lo desistir dele.




Sobre o Top 10 sintomas que provam que você é um Shipper

Este post foi ideia da Arlane Gonçalves, mas tudo que está aqui é culpa da Mariana Freire Cabral. Ela que escreveu e tocou no fundo do fundo da ferida do seu coração, brincando com seus sentimentos de shipper e te fazendo vítima dos malditos ninjas cortadores de cebola.

Para brigar com a Mariana, ou abraçá-la pelo sofrimento causado: @marifreica.
Para dar um oi pra Arlane, que não tem culpa de nada: @nanydng.

Reações: 

Relacionados

Top em Foco 2104327261054590649

Postar um comentário Comentários via BLOGGER (22) Comentários via DISQUS

  1. Polivia <3 Rumbelle <3 Emilan <3 Johnlock <3 Talet <3

    ResponderExcluir
  2. JELSA <3 Nunca vou mudar, sempre vou amar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jelsa é simplesmente perfeito <3

      Excluir
    2. Jelsa é simplesmente perfeito <3

      Excluir
    3. É verdade eu amo os dois se completam o Jack é a diversao que falta na elsa e a elsa a responsabilidade que falta no Jack só de falar meus olhos brilham é melhor parar por aqui se não eu escrevo um livro KKK #Jack_GATÃO #Jelsa_sempre

      Excluir
  3. Jelsa,Dramione,Tomione,Jakeness,CapitanSwan,Rumbelle,etc... ♥♥♥♥♥

    ResponderExcluir
  4. Um ship que eu amei e ainda amo e não desisto Stelena , um ship impossível Klebekah ( só achei 1 fanfic deles ) alguém please fasa fanfics deles .

    ResponderExcluir
  5. Até hoje estou esperando o Chase e a Cameron fazer as pazes e voltarem a ser um casal, porque na minha cabeça o David Shore uma hora vai se tocar da burrada que fez, vai fazer um episódio extra de House e vai colocar o meu casal junto de novo!!! E se ele não fizer isso, eu me contento com a Jen e o Jesse retomarem as coisas de onde pararam, se casaram, terem filhos e serem feliz para sempre!! Só isso que eu quero, nada demais!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este texto me representa. Parei de assiti a série TVD quando Stelena programa de afiliado se separou.Até hoje não conformo. E sofro muito com Larry Stynlinson( One direction)..

    ResponderExcluir
  8. #ESCUS Esca (Jamie Bell) + Marcus (Channing Tatum) ...Assistam "The Eagle" !

    ResponderExcluir

Para inserir no comentário:

# Um vídeo: [video]link-do-video-do-youtube[/video]
# Uma imagem: [img]link-da-imagem[/img]
# Um emoticon: clique na carinha acima da caixa de comentários, copie o nome do emoticon e cole.

Comentários educados são sempre benvindos.

emo-but-icon

EeF na Rede


   

Comentários

Arquivo

Categorias

Séries

Tags

Agenda de Episódios

Recentes

Twitter

Facebook

item